Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maedocoracaosoueu

Ter | 31.10.17

QUANDO NÃO ESTAMOS BEM TEMOS O DIREITO A RECLAMAR, E FOI O QUE FIZ


Unidade Local de Saude de Matosinhos EPE

Rua Dr.Eduardo Torres

4460 Matosinhos

 

ATT: Exmo.Sr.Director de Ginecologia

Dr. Pedro Tiago


Exmo. Sr.


Serve a presente para lhe pedir a transferência de médica gine patológica colo, a minha médica é a Dra Coralia Vilas Boas e em boa verdade lhe comunico que essa senhora pode ser muito boa médica mas como ser humano de nada vale, tenho todo o respeito por esse hospital pois a minha filha está a ser tratada em otorrino e pediatria só tenho boas referências nessa área ( nota dez).
Através de pessoas conhecidas que aí trabalham falaram-me na Dra Sandra Marcos e na Dra Marta Rodrigues, se alguma delas me pudesse aceitar como paciente a minha gratidão seria imensa.

P.S Nº de processo 475695

 

Aguardo resposta


Grata pela atenção

Paula Rocha

ESCREVI ESTA CARTA CARTA E O MEU PEDIDO FOI CONCEDICO, FALAREI SOBRE ISTO.

Ter | 31.10.17

E VOLTEI,JÁ ME SINTO COM UM BOCADINHO MAIS DE VONTADE. VAMOS FALAR DA DIANA

Tal como já tinha dito a Diana a meu pedido, reprovou no 7º ano pelos motivos que já vos contei.

Ao reprovar teve uma uma turma nova e uma nova Diretora de Turma - Professora Maria Alice Azevedo, a professora Alice é de Caxinas, Vila do Conde, ora como eu costumava dizer, era pequena , quando digo pequena era por ser baixinha e rabina, que quer dizer despachada.

Esta professora para a Diana foi outro anjo que lhe apareceu, a Diana além de mim tem um anjo da guarda, eu acredito nisso, tem alturas em que ele a dexa voar sozinha para ver até onde chega, tem outras alturas em que tem a asinha debaixo dela, foi o que aconteceu neste caso.

A professora Alice foi até à data a pessoa que mais respeitou as leis do Ensino Especial, tinha uma enorme atenção com a dificuldades de aprendizagem da Diana, mas contudo fez algo que não me desagradou de todo, pediu aos colegas para não dar testes adaptados à miúda, queria fazer uma experiência, e ver até onde ela conseguia chegar, e chegou longe devo dizer, a Português pelo menos, disciplina que esta professora leccionava a Diana chegou a tirar testes de 70%, para quem vinha do ano anterior com  30% isto era um milagre, podem pensar " Oh á fácil aprofessora ajudava-a", não o que a professora fazia e que todos deviam fazer era no dia do teste sentar-se ao lado dela ler o texto, a primeira pergunta e a partir dái a Diana "pegava nos patins" e começava a nadar sozinha sem se desiquilibrar, isto é uma das regras do Ensino Especial, o professor no dia do teste deve sentar-se ao lado do aluno e dar o empurrãozinho necessário.

Aliás e voltando atrás no tempo, no exame do sexto ano, a Diana teve o direito a fazê-lo sozinha, com duas professoras não pertencentes à escola a vigiar e uma professora dela ao lado a apoiá-la, não a dizer como fazer, mas como apoio, e lá consseguiu passar, estas crianças que estão no Ensino Especial, precisam exatamente disso a asa de um anjo a abraçá-las para se sentirem mais seguras, pois o problema reside mesmo aí, INSEGURANÇA.

Assim sendo, a professora de Matemática que veio em substituição da que foi de baixa fez o mesmo e a miúda não é que tira um 68%!!! a Matemática, disciplina onde as notas dela não iam além dos 20%!!!!!!!!!!!!!!

A professora de Francês colocava-a junto da melhor aluna da turma e ela como se sentia segura, tirava positiva, bem esta experiência resultou, a professora Alice através do diálogo com os coelgas lá conseguiu levar a Diana a bom porto.

Esta Senhora vai-me ficar na memória, ainda comunicamos por mensagem pois este ano ficou em Esposende, e ainda bem, ficou perto de casa, ela merece, pois tem família e é tão boa professora que merece.

Esta professora adorava poesia, e ensinou os miúdos a gostar de poesia, a Diana tem um caderninho girissimo com vários poemas e  de vez em quando ainda lê, esta professora teve a sensibilidade de dar uma medalha à minha filha por ela ter ficado em 2º lugar no torneio de corta-mato, sim a Diana todos os anos candidata-se ( vai ser a próxima Rosa Mota) ,mas foi desclassificada pois a professora de educação fisica fez o favor de se esquecer de a inscrever, ela ficou tão triste, mas tão triste

-Oh mãe este ano que fiquei em 2º lugar fiquei desclassificada

-Sério porquê?

-A professora de Educação Fisica esqueceu-se de me inscrever

E atenção que eu tenho que dar permissão para ela ir

-Deixa lá filha fica para a próxima vez

-Oh mãe mas não é justo

-Deixa filha acontece

Perante isto a Professora Alice quando ela lhe contou fez-lhe a tal medalha, e a miúda ficou toda contente, são estas pequenas coisas que fazem as grandes pessoas, os grandes professores, o amor por aquilo que fazem, o amor pelo caminho que decidiram escolher  e a Professora Alice foi essa pessoa, foi o anjo da Diana, gostava tanto da pequenita que quando eu ia a reuniões as sós com ela para falarmos do percurso da Diana ela dava-me a mão e dizia:

- Oh Paula eu gostava tanto que a Diana falasse mais comigo, ela só fala com as professoras de apoio

-Professora ela fala muito com as professoras de apoio pois como não gosta de lá estar enquanto conversa não trabalha

-Ah! a safada pois é isso mesmo nunca me tinha ocorrido

-Pois! mas é só por isso

Então a partir daí às Sextas quando as duas últimas aulas eram exatamente 2 horas de Português, a Diana não saía às 18h15 mas sim às 18h30 pois a professora deixava todos os alunos sair e retia a Diana para falar um bocadinho com ela, uma vez disse-me

-Paula a Diana em conversa comigo, sim que ela já conversa comigo disse-me que a mãe já não lhe ralhava à muito tempo

-Não professora o que ela quis dizer é que já há muito tempo que não lhe dou uma palmada nem a castigo, ralhar,ralho, pois ela não é nenhuma Santa

-Ah! então era isso, pois lá está, eu quero cinhecê-la melhor, para a entender melhor

A professora MARIA ALICE AZEVEDO chama-nos " mãe coragem" e a " menina mulher força da natureza"

UM BEM HAJA PARA PROFESSORES ASSIM.

Com esta retenção no 7º ano a Diana não só encontrou um anjo, como encontrou uma turma de meninos bem comportados, bastante estudiosos e com ótimas notas e acima de tudo AMIGOS, que era uma coisa que ela não tinha nem sabia o que era, os miúdos acarinharam-na, apesar de ela ser a mais velha da turma, e receberam-na de braços abertos e assim começou uma nova etapa da vida dela, ir almoçar com os amigos ao shopping, ir à piscina, combinar coisas, falar ao telemóvel com eles, e também começou uma nova felicidade até então desconhecida.

 

 

 

Ter | 31.10.17

NÃO ME APETECE, PRONTO SIMPLESMENTE NÃO ME APETECE

Não me apetece escrever, pronto não me apetece, não tenho vontade de escrever, as ideias estão todas no papel, sim porque eu aponto tudo no papel, mas não tenho cabeça para desenvolver um texto, simplesmente não me apetece, pode ser que ainda hoje me dê vontade, mas pra já não me apetece.

Tenho esse direito, tenho direito às minhas neuras,e ontem estiava com a neura, e para estar a  escrever ´so porque, não vale a pena

POR ISSO NÃO TENHO VONTADE, TUDO SE RESUME A ISSO, HÁ DIAS ASSIM E ONTEM FOI ESSE DIA.

BEIJINHOS

Dom | 29.10.17

SOBRE O QUERER SER ETERNAMENTE JOVEM

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre

Beleza de texto.
No outro dia, uma jovem jovem perguntou-me: " o que sentes em ser velha?-
Fiquei surpreendida com a pergunta, já que nunca me senti velha. Quando a rapariga viu a minha reação, ela pediu-me desculpa, mas expliquei-lhe que era uma pergunta interessante. E depois pensei, pensei que envelhecer é um presente.
Às vezes, surpreende-me a pessoa que vejo no meu espelho. Mas não me preocupo com ela há muito tempo. Eu não mudaria nada do que eu tenho para algumas rugas em menos e uma barriga plana. Não me crítica mais porque não gosto de arrumar a cama, ou porque não como algumas " coisas Sinto-me finalmente no meu direito de ser desordenada, extravagante e passar as minhas horas contemplando as flores.
Eu vi alguns queridos amigos sair deste mundo, antes de desfrutar da liberdade que vem com o envelhecimento.
Quem se importa se eu optar por ler ou jogar no computador até às 4 da manhã e depois dormir até quem sabe que agora?
Quem se importa se eu dançar sozinha ouvindo a música dos anos 50?
E se depois eu quiser chorar por um amor perdido?
E se eu andar na praia de roupa de banho, levar a passear meu corpo gordinho e me mergulhar entre as ondas deixando-me embalar, apesar dos olhares daqueles que ainda usam o biquíni, serão velhos também se tiverem sorte.
É verdade que através dos anos o meu coração sofreu pela perda de uma pessoa querida, mas é o sofrimento que nos dá força e nos faz crescer. Um coração que não se partiu, é estéril e nunca vai saber da felicidade de ser imperfeito. Estou orgulhosa de ter vivido o suficiente para fazer branquear o meu cabelo e para manter o sorriso da minha juventude, de quando ainda não havia sulcos profundos no meu rosto.
Ora, para responder à pergunta com sinceridade, posso dizer:
Eu gosto de ser velha, porque a velhice me faz mais sábia, mais livre!
Eu sei que não vou viver para sempre, mas enquanto estou aqui, quero viver de acordo com as minhas leis, as do meu coração. Não quero reclamar pelo que não foi, nem me preocupar com o que será. No tempo que resta, simplesmente amarei a vida como fiz até hoje, o resto eu deixo a Deus.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dom | 29.10.17

MARIA A MULHER CORAGEM E É PORTUGUESA

venezuela1

Ficou conhecida nas redes sociais como “Senhora Liberdade”, uma mulher que enfrentou os “Rinocerontes”, como são conhecidos os veículos que visam conter os distúrbios e manifestações. No passado dia 19 de abril e durante as manifestações contra o Governo de Nicolás Maduro, o s veículos seguiam na rua Francisco Fajardo, em Caracas, quando a mulher misteriosa decidiu fazer frente às forças de segurança.

A atitude desta mulher, que muitos consideram heroica, contrasta com a falta de informações sobre a mesma. Especulou-se, logo após os protestos de quinta-feira, que pudesse ter sido detida pelas autoridades. A identidade da mulher, com uma bandeira da Venezuela amarrada ao pescoço, não foi revelada pelas autoridades mas uma apresentadora de televisão venezuelana disse tratar-se de uma senhora que é filha de imigrantes portugueses.

“A senhora está em casa, graças a Deus. Não posso dar detalhes sobre os seus dados pessoais para proteger a sua identidade e segurança”, escreveu Karen Ferreira, na conta pessoal no Instagram.

“Contou que se encomendou a Deus, que sabia que a protegeria e que a sua luta é para voltar a ter o país maravilhoso que conseguiu com os pais quando emigraram de Portugal”, acrescentou aquela apresentadora de televisão.

Em diversas páginas de internet e nas redes sociais propagam-se os rumores de que se trata de uma mulher chamada Maria José, e que deverá passar a apresentar-se à polícia de 15 em 15 dias por ter “enfrentado” as autoridades. Vários jornalistas tentaram falar com ela mas esta remeteu-se ao silêncio, agradecendo apenas a todos os que apoiam e saúdam a sua ação na passada quarta-feira.

Enquanto os apoiantes de Maduro se referem à mulher como “uma irresponsável” ou “golpista”, ou apenas alguém que procurava protagonismo no meio dos protestos, o certo é que se mantém a dúvida sobre a sua verdadeira identidade, apesar do seu rosto ter ficado registado em vários vídeos e fotografias.

 

“É melhor não sabermos o seu nome. Para que não a persigam. O melhor é chamarmos-lhe Senhora Liberdade”, refere um dos utilizadores nas redes sociais, citado pela BBC.
 
ISTO SIM É UM PROTESTO, UM PROTESTO CONTRA A DITADURA, CONTRA A FOME CONTRA MATAR PESSOAS SÓ PORQUE SIM, NÃO É UM PROTESTO COMO OS NOSSOS PORQUE CAUSA DE TUDO E DE NADA E ONDE DEPOIS SE GERAM CONFLITOS ENTRE OS MANIFESTANTES, ONDE UNS SE VIRAM CONTRA OS OUTROS.
NA VENEZUELA NÃO, É UM PAÍS INTEIRO CONTRA UM HOMEM QUE VAI DESTRUIR UM PAÍS QUE PODIA SER TÃO RICO TÃO PRÓSPERO.
OBRIGADA DONA MARIA PORTUGUESA.
Sab | 28.10.17

QUEM NÃO QUER SER JOVEM PARA SEMPRE, NÓS BEM TENTAMOS MAS A COISA NÃO TÁ FÁCIL

 Muito fazemos nós para sermos eternamente jovens, e ele não faltam blogs a tentar isso mesmo.

Produtos e mais produtos para tentar manter o mulherio jovem para sempre.

Engane-se quem puder a idade não perdoa, podemos atenuar a velhice mas não a podemos vencer, é uma guerra desigual entre David e Golias, mas não desistam pode ser que consigam.

Mas uma coisa em que acredito é que a juventude está dentro de nós, o exterior é uma máscara que nos deram e da qual temos que cuidar para que esta se mantenha nova, tal como as máscaras de Carnaval que alugamos, o que eu fazia com a minha filha, e que temos que devolver intactas para evitar pagar multa.

Pág. 1/8