Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maedocoracaosoueu

Sab | 21.10.17

A IDADE IDEAL PARA DAR A MESADA

Qual a idade ideal para começar a dar a mesada a um filho?

Eu começei a dar à minha quando ela fez 15 anos, dou-lhe 10 euros por mês, de certeza que vão dizer, Só!!!!

Sim só,e mesmo assim ela gastava tudo num só dia, pois além de emprestar, leva o dinheiro para a escola carrega o cartão e vai às máquinas comprar goludices, eu sei disso pois ela traz a prova do crime para casa

É complicado hoje me dia incutir nos miúdos o sentido da poupança, eles acham que o dinheiro é para se gastar e pronto, assim sendo ao segundo dia " conforme as escrituras" a minha filha já não tinha dinheiro, pronto acabram-se as goludices às escondidas e se fossemos ao shopping e ela gostasse de qualquer coisa eu perguntava:

-Tens dinheiro?

-Não mãe já gastei todo

-Então não podes comprar

Não foi comigo que ela aprendeu a gastar tudo de uma vez, pois eu sou muito poupada, é já dela.

Entretanto o que noto é que ela já não gasta o dinheiro tão rápido, está mais contida, até cheguei a desconfiar que me tirava algum do porta-moedas, mas após verificar bem os meus gastos, chegava à conclusão que nem um cêntimo ela tirava, por acaso e por sorte, nunca o fez, digo por sorte porque ela há míudos que o fazem.

Prefiro que ela me peça do que peça emprestado ou tire a alguém cá de casa, mas uma coisa é certa às vezes a minha mãe tem dinheiro na cozinha ou noutro sítio qualquer e ela nunca caiu em tentação.

Já o gato uma vez viu uma nota de 50 euros pousada no balcão da cozinha( manias da minha mãe) e decidiu andar a brincar com ela, a minha mãe nem deu conta, uma vez ao aspirar a casa arrastou o bengaleiro e lá estava a nota, pena não ter sido eu a aspirar nesse dia:( estou a brincar, nunca mas nunca o faria, pois se precisasse a mãe emprestava.

Em Agosto quando cá esteve o pessoal da Austrália, a minha madrinha lá lhe foi dando dinheiro sem eu ver e não é que descobri que ela estava bem abastada!!! Safada!!!

Tal como disse anteriormente ela agora está mais poupada, tão poupada que quando ela quer comprar qualquer coisa e vai para pagar eu ofereço, mas contudo ele há outras vezes em que eu pago ela dá-me metade e depois de alguma maneira e sem ela notar devolvo-lhe, quero lhe incutir que se " queres alguma coisa e já tens tanta tens que pagar" e depois agarra-te à bonca. Quando digo tem tanta não me interpretem mal, estamos a falar de um top, o maldito top, que custa 3 euros, mas como já tem alguns, irrita-me quando ainda quer mais um.

Por falar nisso pediu-me para lhe comprar uns phones, ficou de me dar 5 euros e ainda não deu.

Nahhh!!! mentira ela disse para lhe retirar na mesada do próximo mês, mas sinceramente não tenho coragem pois assim só recebe 5 euros, mas ainda vou pensar como fazer.

Tudo isto que lhe ensino é porque não sei o que o futuro lhe reserva, tem que aprender a viver com pouco e se tudo lhe correr bem na vida e puder viver com mais, ainda bem, se não puder, não vai sofrer, pois tem de aprender os seus limites.

Euquando andava na faculdade a minha mãe dava-me 15 contos, sim contos, mas com esse dinheiro eu tinha que pagar fotocópias, sair com as amigas, comprar as sebentas, o material para o estágio e roupa, tinha que gerir bem esse dinheiro pois não havia mais, só havia uma coisa que a minha mãe pagava, era um ou outro livro que eu precisasse e lembro-me que houve um que custou 6 contos, a minha sorte é que o meu namorado trabalhava e pagava-me muita coisa, alás nessa altura para fazer trabalhos tive que comprar uma máquina de escrever eléctrica com o meu dinheiro.

Foi por essas e por outras que decidi ir trabalhar, para grande desgosto de todos e deixei a faculdade.