Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

maedocoracaosoueu

Dom | 16.07.17

A RITALINA O PIOR DOS PESADELOS

Ainda com visitas regulares ao Hospital de Gaia, pois ainda não havia resposta do Hospital Pedro Hispano, não estranhem, o médico de familia reencaminhou o processo para lá e tinhamos que aguardar resposta, temos que ser pacientes, ainda com a agravante, que estavamos no Inverno, e a Diana com os tímpanos furados e o liquido a expulsar, principalmente do ovido direito, mas não iria demorar nuito, e valeu a pena a espera, vamos ao que interessa, 2º ano Diana a tomar o Concerta e os resultados iguais só tinha satisfaz a Estudo do Meio, Atl não estava a funcionar, mudei-a para outro, tinhamos que ir por tentaivas, além disso no ATL anterior quando a Diana fazia birras as professoras não sabiam lidar com ela e só me faziam queixas, e lá vinha ela com os TPC por fazer, cansei, daí a mudança, a Diana é aversa a mudanças faz-lhe confusão, mas teve que ser, assim sendo e com a minha aprovação retivemos a pequenita no 2º ano, não havia alternetiva, as lacunas eram imensas.

Perante esta decisão é-lhe prescrita a Ritalina, Meu Deus o que eu fui fazer!!!!!!!

Inicia novamente o 2º ano, inicia a medicação e aquela criamça sob o efeito da mesma parecia um "mono" mas quando passava o efeito ela virava bicho, era surreal, mas neste ATL tinham muita  paciência com ela, ela corria, trepava sofás, agarrava~se aos professores do sexo masculino,  pois ela tinha paixão por homens, não me interpretem mal, como não tinha pai e desejava ter, a figura masculina era um " DEUS", andava ao colo dos professores, um terror um verdadeiro terror e eu destestava aquilo, não me agradava de todo, fazia-me confusão, sempre pedi que não a deixassem chegar aquele ponto, tinham que se impor, ciar regras.

Com todo este " circo" eu ia para casa a pé às 20/20.30, mas os TPCS estavam concluidos.era notório que eles entendiam de métodos peagógicos e acima de tudo, interessavam-se pela miúda, pois  ela era bem educada e muito meiguinha. 

E foi aqui que ela conheceu a Susana Sampaio, a quem chama sushi, pois a Diana não dizia os "s" e ficou este nome, a Sushi Sampaio. pessoa que ela ficou a amar de paixão.

 

6 comentários

Comentar post