Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maedocoracaosoueu

Ter | 31.10.17

E VOLTEI,JÁ ME SINTO COM UM BOCADINHO MAIS DE VONTADE. VAMOS FALAR DA DIANA

Tal como já tinha dito a Diana a meu pedido, reprovou no 7º ano pelos motivos que já vos contei.

Ao reprovar teve uma uma turma nova e uma nova Diretora de Turma - Professora Maria Alice Azevedo, a professora Alice é de Caxinas, Vila do Conde, ora como eu costumava dizer, era pequena , quando digo pequena era por ser baixinha e rabina, que quer dizer despachada.

Esta professora para a Diana foi outro anjo que lhe apareceu, a Diana além de mim tem um anjo da guarda, eu acredito nisso, tem alturas em que ele a dexa voar sozinha para ver até onde chega, tem outras alturas em que tem a asinha debaixo dela, foi o que aconteceu neste caso.

A professora Alice foi até à data a pessoa que mais respeitou as leis do Ensino Especial, tinha uma enorme atenção com a dificuldades de aprendizagem da Diana, mas contudo fez algo que não me desagradou de todo, pediu aos colegas para não dar testes adaptados à miúda, queria fazer uma experiência, e ver até onde ela conseguia chegar, e chegou longe devo dizer, a Português pelo menos, disciplina que esta professora leccionava a Diana chegou a tirar testes de 70%, para quem vinha do ano anterior com  30% isto era um milagre, podem pensar " Oh á fácil aprofessora ajudava-a", não o que a professora fazia e que todos deviam fazer era no dia do teste sentar-se ao lado dela ler o texto, a primeira pergunta e a partir dái a Diana "pegava nos patins" e começava a nadar sozinha sem se desiquilibrar, isto é uma das regras do Ensino Especial, o professor no dia do teste deve sentar-se ao lado do aluno e dar o empurrãozinho necessário.

Aliás e voltando atrás no tempo, no exame do sexto ano, a Diana teve o direito a fazê-lo sozinha, com duas professoras não pertencentes à escola a vigiar e uma professora dela ao lado a apoiá-la, não a dizer como fazer, mas como apoio, e lá consseguiu passar, estas crianças que estão no Ensino Especial, precisam exatamente disso a asa de um anjo a abraçá-las para se sentirem mais seguras, pois o problema reside mesmo aí, INSEGURANÇA.

Assim sendo, a professora de Matemática que veio em substituição da que foi de baixa fez o mesmo e a miúda não é que tira um 68%!!! a Matemática, disciplina onde as notas dela não iam além dos 20%!!!!!!!!!!!!!!

A professora de Francês colocava-a junto da melhor aluna da turma e ela como se sentia segura, tirava positiva, bem esta experiência resultou, a professora Alice através do diálogo com os coelgas lá conseguiu levar a Diana a bom porto.

Esta Senhora vai-me ficar na memória, ainda comunicamos por mensagem pois este ano ficou em Esposende, e ainda bem, ficou perto de casa, ela merece, pois tem família e é tão boa professora que merece.

Esta professora adorava poesia, e ensinou os miúdos a gostar de poesia, a Diana tem um caderninho girissimo com vários poemas e  de vez em quando ainda lê, esta professora teve a sensibilidade de dar uma medalha à minha filha por ela ter ficado em 2º lugar no torneio de corta-mato, sim a Diana todos os anos candidata-se ( vai ser a próxima Rosa Mota) ,mas foi desclassificada pois a professora de educação fisica fez o favor de se esquecer de a inscrever, ela ficou tão triste, mas tão triste

-Oh mãe este ano que fiquei em 2º lugar fiquei desclassificada

-Sério porquê?

-A professora de Educação Fisica esqueceu-se de me inscrever

E atenção que eu tenho que dar permissão para ela ir

-Deixa lá filha fica para a próxima vez

-Oh mãe mas não é justo

-Deixa filha acontece

Perante isto a Professora Alice quando ela lhe contou fez-lhe a tal medalha, e a miúda ficou toda contente, são estas pequenas coisas que fazem as grandes pessoas, os grandes professores, o amor por aquilo que fazem, o amor pelo caminho que decidiram escolher  e a Professora Alice foi essa pessoa, foi o anjo da Diana, gostava tanto da pequenita que quando eu ia a reuniões as sós com ela para falarmos do percurso da Diana ela dava-me a mão e dizia:

- Oh Paula eu gostava tanto que a Diana falasse mais comigo, ela só fala com as professoras de apoio

-Professora ela fala muito com as professoras de apoio pois como não gosta de lá estar enquanto conversa não trabalha

-Ah! a safada pois é isso mesmo nunca me tinha ocorrido

-Pois! mas é só por isso

Então a partir daí às Sextas quando as duas últimas aulas eram exatamente 2 horas de Português, a Diana não saía às 18h15 mas sim às 18h30 pois a professora deixava todos os alunos sair e retia a Diana para falar um bocadinho com ela, uma vez disse-me

-Paula a Diana em conversa comigo, sim que ela já conversa comigo disse-me que a mãe já não lhe ralhava à muito tempo

-Não professora o que ela quis dizer é que já há muito tempo que não lhe dou uma palmada nem a castigo, ralhar,ralho, pois ela não é nenhuma Santa

-Ah! então era isso, pois lá está, eu quero cinhecê-la melhor, para a entender melhor

A professora MARIA ALICE AZEVEDO chama-nos " mãe coragem" e a " menina mulher força da natureza"

UM BEM HAJA PARA PROFESSORES ASSIM.

Com esta retenção no 7º ano a Diana não só encontrou um anjo, como encontrou uma turma de meninos bem comportados, bastante estudiosos e com ótimas notas e acima de tudo AMIGOS, que era uma coisa que ela não tinha nem sabia o que era, os miúdos acarinharam-na, apesar de ela ser a mais velha da turma, e receberam-na de braços abertos e assim começou uma nova etapa da vida dela, ir almoçar com os amigos ao shopping, ir à piscina, combinar coisas, falar ao telemóvel com eles, e também começou uma nova felicidade até então desconhecida.