Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maedocoracaosoueu

Qua | 03.01.18

FIZ UMA TATUAGEM

Em cada gesto perdido
Tu és igual a mim
Em cada ferida que sara
Escondida do mundo
Eu sou igual a ti 

Fazes pinturas de guerra
Que eu não sei apagar
Pintas o sol da cor da terra
E a lua da cor do mar

Em cada grito da alma
Eu sou igual a ti
De cada vez que um olhar
Te alucina e te prende
Tu és igual a mim

Fazes pinturas de sonhos
Pintas o sol na minha mão
E és mistura de vento e lama
Entre os luares perdidos no chão

Em cada noite sem rumo
Tu és igual a mim
De cada vez que procuro
Preciso um abrigo
Eu sou igual a ti

Faço pinturas de guerra
Que eu não sei apagar
E pinto a lua da cor da terra
E o sol da cor do mar

Em cada grito afundado
Eu sou igual a ti
De cada vez que a tremura
Desata o desejo
Tu és igual a mim

Faço pinturas de sonhos
E pinto a lua na tua mão
Misturo o vento e a lama
Piso os luares perdidos no chão

FIZ UMA TATUAGEM

Por mais improvavel que possa ser

Em cada gesto teu

Tu és igual a mim

Cada ferida que sarou

Eu ajudei a curar

De frente para o mundo 

É para onde vamos caminhar

Fizeste pinturas de guerra

Que eu tive que combater

Pintamos o sol da cor da terra

E a lua começou a aparecer

Em cada grito teu

Um carinho meu

Somos iguais

De cada vez um olhar

Te alucina e prende

Sei que estás ligada a mim

Sonhas 

Continuas a sonhar

Pintaste o sol no meu coração

Eras uma mistura de tudo e de nada

Perdida na multidão

Nas noites sem rumo

As duas nos encontramos

Precisaste de abrigo

Eu também

Logo somos iguais

Eu sou igual a ti e tu és igual a mim, e ficaste gravada na minha pele como uma tatuagem.