Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maedocoracaosoueu

Sab | 10.02.18

VER COM O CORAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vê melhor quem vê com o coração.

Mas contudo também se engana e sofre desilusões, quem tem a grandiosa vantagem de ver coisas que outros não vêem porque não estão à vista.

É por estas e por outras que existe o ditado " Quem feio ama bonito lhe parece", e faz todo o sentido porque quando amamos verdadeiramente alguém esquecemo-nos de reparar em detalhes.

Melhor ainda, reparamos nos detalhes mas com um olhar indulgente, típico de quem gosta porque simplesmente gosta, seja qual for a raça, o estilo ou a aparência física.

Ver com o coração é uma espécie de dom, um patamar superior que nos permite olhar para os outros e ver o mundo de maneira diferente daquela a que estamos habituados,viciados, chamem-lhe o que quiserem.

No filme " À primeira vista" Val Kilmer fazia o pael de cego e vivia feliz com a sua cegueira, vê tudo o que lhe interesssa ver e não coloca a questão de mudar, porque vive em paz com a sua maneira de ver as coisas, mas uma paixão fá-lo fazer uma operação para recuperar a visão e após ser bem sucedido passou a ter uma noção muito diferente  do mundo e de tudo à sua volta., mas no fundo começou por viver momentos de sobressalto e perturbação, mas no fim, volta a perder a visão por definitivo e recupera a sua paz de espírito, acima de tudo recupera a sua maneira própria de ver o essencial de cada coisa.

Um Português Paulo Nazareth deixou de ver tinha 15 anos e confessa que se sente melhor desde essa altura, estranho não?

Na adolescência, via, deixava de ver, vivia no fio da navalha, era um processo aflitivo de adaptação aquela sucessão de circunstâncias tão preversas, mas quando perdeu a visão definitivamente , começou cada dia a ver melhor, passou a ver com o coração.

Hoje em dia, faz amigos de forma espontânea e tem uma capacidade incrivel de ver o mundo, fá-lo à sua maneira como é óbvio mas a verdade é que consegue ver muito melhor que muitos de nós que nunca fomos cegos.

Ser cego pode ser como usar um casaco sem bolsos, isto é não é necessariamente dramático, não é aquilo que define a alma de uma pessoa, pode até ajudar a clarificar a nossa leitura do mundo e de nós próprios.

Não ver, não falar, não ouvir, algo que achamos ser tão importante para a nossa sobrevivência, não impedem ninguém de viver bem consigo e com os outros. A diferença consiste na prioridade que damos aos nossos sentimentos.

No mundo actual quem consegue imaginar que poderia algum dia viver sendo cego? No mundo de hoje onde tudo gira à volta da beleza, das maquilhagens, das roupas, dos facebooks dos instagrams, quem poderia imaginar-se cego?

Difícil não é?

Mas existe tanta gente que vê tão bem mas contudo são tão cegos!!!

Cegos porque não olham à sua volta.

Cegos porque ignoram

Cegos porque não intervêm

Cegos porque não estão para aí virados

Cegos poque fazem mal ao próximo só porque sim

Cegos porque não respeitam o próximo

Às vezes mais vale ser cego para não ver as atitudes dos outros, surdo para não ouvir falar de tantas coisas más, mudo para não dizer o que devia ser dito.