Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

OS CLÃ E O PORQUÊ DOS CLÃ

Ainda no sexto ano a professora de apoio de Português da Diana deu-lhe um texto para ela ler com muita atenção e acima de tudo para tentar entender o que ele significava, era a letra da música dos Clã "Os Embeiçados".

A Diana tinha que a ler ir à net,ouvi-la e cantá-la, ora a parte do cantar foi a melhor pois a minha filha canta como um rouxinol.

Também tive curiosidade de ler o texto e ouvir a música, interessante, e consegui entender o porquê daquela música, como a Diana se sentia diferente das outras crianças por frequentar o Ensino Especial, com esta música a professora quis mostrar-lhe que ela não era diferente dos outros e que as pessoas deviam gostar dela tal com era.

No dia 31 de Janeiro desse ano decidimos ir à baixa do Porto celebrar a entrada de um novo ano e os Clã estavam a actuar, mas só os conseguíamos ver pelos ecrãs, não tem nada a ver, e meter-me na confusão perto do palco, nem pensar, além disso a miúda tem pavor a confusões, foge a sete pés.

E não é que por coincidência os Clã no Verão desse ano fora ao Marshopping actuar, lá fomos nós, porque acima de tudo eu gosto de os ouvir, o espetáculo foi muito bom, mas a miúda assim que ouviu a música que lhe interessava ( Os Embeiçados) queria ir embora, não está fora de questão, disse eu quero ver o espetácuo até ao fim.

Assim que terminou houve, penso que é da praxe, uma sessão de autografos, fomos para a fila e quando chegou a nossa vez a Manuela chamou os colegas do grupo para a foto da praxe.

- Não nós não queremos tirar foto,obrigada.

A Manuela ficou admirada, não tirar fostos!!!!!

Expliquei-lhe o porquê de ali estarmos e pedi-lhe apenas para assinar o postal que nos deram com a foto do grupo, a Manuela levanta-se e diz à Diana:

-Diana posso dar-te um abraço?

A pequenita muito envergonhada disse que sim e deram um abracinho, não tenho fotos, não não  tenho, mas tenho sim uma memória fotográfica e este dia ficou gravado na minha memória, e vai ficar gravado neste post para que a Daina também não se esqueça destes pequenos momentos mas que são tão grandes na história de vida dela.

VOLTAR ATRÁS NO TEMPO, CARTA DO PAI NATAL PARA A DIANA

 

OLÁ DIANA, EU SOU O PAI NATAL E ESTOU A ESCEVER-TE ESTA CARTA PARA TE
DIZER QUE NÃO RECEBESTE NO NATAL O QUE PEDISTE , PORQUE
EXISTEM MUITOS MENINOS QUE NÃO TÊM BRINQUEDOS E ASSIM SENDO TIVE QUE
DAR MENOS PRENDAS A ALGUNS PARA PODER AJUDAR ESSES MENINOS, COMO TU DIZES O NATAL É TODOS OS DIAS E SE TE PORTARES BEM, SE ESTUDARES, SE FORES EDUCADA COM TODA A GENTE, SEMPRE QUE EU POSSA MANDO UMA PRENDA PELA TUA MÃE.


BEIJINHOS E PORTA-TE BEM POIS TU ÉS UMA MENINA MUITO LINDA

 

ASSINADO:

 

O PAI NATAL

 

Voltando atrás no tempo,  pois ele há coisas que me vou lembrando e que aponto no meu caderninho, estava a Diana no 2º ano e no Natal a professora pediu a todas às crianças que escrevessem uma carta ao Pai Natal, pois no dia seguinte iriam aos CTT entregá-la, ora já nessa altura e com 8 anos a minha filha dizia que o Pai Natal não existia, CHOQUE, FIQUEI CHOCADA, tão novinha e já não acreditava no Pai Natal, perguntei quem lhe tinha dito tal coisa e ela disse que tinham sido os coleguinhas da turma, não eu não podia deixar que isto acontecesse ainda era muito cedo para ela deixar de acreditar no Pai Natal.

Por A mais B lá a consegui convencer do contrário, e fi-lo escrevendo-lhe a carta acima descrita, metia dentro de um envelope, pedi a um colega meu para o preencher, nome dela e respetiva morada, para que a cachopa visse que era letra de homem, e meti na nossa caixa do correio.

Quando viemos das aulas, abri a caixa do correio, pois coloquei-a à hora do almoço, e entreguei-lha. Ficou radiante, ainda hoje guardo essa carta, pois esse dia foi tão memorável!!!!

A carta teve dois intuitos, primeiro fazê-la acreditar no Pai Natal, e segundo, porque ela tinha pedido imensas coisas na carta que levou aos CTT, e que eu não podia, nem lhe queria dar, para não alimentar o consumismo numa criança tão pequena, assim sendo recebeu um terço do que tinha pedido e ficou feliz.

FRISO ESTA CARTA VEIO DEPOIS DO NATAL PARA QUE ELA ENTENDESSE O PORQUÊ DE NÃO TER RECEBIDO TUDO O QUE PEDIU.

O SEXTO ANO A TRATAR TODOS POR TU

A Diana passou para o sexto ano, a miúda gostou de andar no 2º ciclo, o 1º ciclo já não era para ela, mas infelizmente teve que lá andar durante cinco anos.

O quinto ano correu bem, os apoios também, os professores e os funcionários, todos eram muito atenciosos com ela, até mesmo,  chegar ao ponto de poder permenecer na portaria a conversar com quem estava de serviço, nunca a chamaram à atenção, pois sabiam de antemão que os colegas já tinham ido para casa ou para os centros de estudo e a pequenita tinha que lá ficar para os apoios e esperar por mim, que a ía buscar por volta das seis e meia .

Contudo no sexto ano houve uma situação contínua, quando digo contínua é porque já vinha do quinto, a Diana tratava toda a gente por tu, quando digo toda a gente, falo nos Professores e nos auxiliares de educação.

Sendo recorrente, certo dia comentei com a Dona Aida, uma das senhoras que estava na portaria

- Dona Aida não quero que a Diana a trate por tu, a senhora não pode deixar.

-Oh!Paula ela não faz por mal, nem tampouco é mal educada, é a maneira de ser da miúda

OK, estava a ver que este não era o caminho

Entretanto tive uma reuião com a Diretora de Turma, que também devo dizer era TOP,mais uma ano, mais uma diretora de se lhe tirar o chapéu,aquelas reuniões mensais para me dar o feedback relativamente ao ensino especial e aos apoios e coloquei a mesma questão:

-Professora a Diana não pode tratar, os professores e os auxiliares por tu.

Mesma resposta

-OH! Paula ela não faz por mal ela é tão educada, ela é mesmo assim.

-Professora mas eu não gosto, não gosto pela simples razão:

1ª  Vocês têm que estabelecer distâncias com os alunos.

2º A Diana tem que aprender que quando fôr trabalhar não pode tratar o patrão por tu, é uma questão de príncípio, se não lhe ensinarem isso agora ela irá sempre achar que é  normal tratar toda a gente por tu, que estamos todos no mesmo patamar e não estamos, é também uma aprendizagem para o futuro.

- Bem realmente a Paula tem razão, quando reunir com os meus colegas vou pedir para a chamarem a atenção para esse facto.

E assim foi, admoestada pelos professores e por mim a Diana lá foi estabelecendo distância entre ela e as outras pessoas, claro que com os amiguinhos é diferente,óbvio, mas há que saber viver em sociedade e era uma lição que a Diana devia e teve que aprender.

A única professora que soube lidar de forma exemplar, dedsde o ínicio com esta questão foi a Professora de Ensino Especial, Filomena, este nome vai-me ficar na memória para sempre pois certa vez, tinha eu e a pequenita uma reunião com ela, sim, a meu pedido, a pequenita assistia a estas reuniões com a professora de Ensino Especial, para ela ver o que de bom estava a fazer e para ouvir os elogios e também a criticas, como estava a dizer estava à espera que a Professora me atendesse quando observo a seguinte situação que passo a descrever:

Estou sentada no sofá a Professora Filomena está a tratar de um assunto com uma auxiliar e de repente a cachopa vem a correr ter com ela e diz-lhe qualquer coisa, mas trata-a por tu só ouvi isto:

-Como Diana? desculpe não percebi!!

O que é certo é que ela corrigiu a frase e foi liberada para o que tinha a fazer

Gostei, gostei de assistir, a professora tratava-a por você porque motivo o carrapito haveria de a tratar por tu?

Nada foi falado sobre este assunto na reunião as duas entendiam-se na perfeição, só tenho pena que embora a Diana continue no mesmo agrupamento de escolas e estando lá a Professora Filomena, a partir do momento que foi para o 7º nunca mais pôde ficar com a miúda, e faz-me tanta falta, aliás no ano letivo anterior a Diretora de Turma "confessou-me" que sempre que precisava de ajuda para saber lidar e ajudar os colegas do apoio a lidar com a Diana recorria à PROFESSORA FILOMENA, A PROFESSORA QUE NUNCA A DEIXOU TRATAR POR TU.

 

A PEDAGOGIA DA PROFESSORA DE APOIO DE PORTUGUÊS

Ainda estamos no 5º ano e a Diana com todos os apoios 

- Ensino Especial

- Matemática

-Português

Neste ano os apoios são dentro da sala de aula (APP) e fora da sala de aula, antes ou depois das mesmas.

O APP de Português após a mensagem que mandei na caderneta para a professora, começou a correr bem, mas no que diz respeito ao Apoio de Portugês com a professora efetiva não estava a dar frutos, a miúda estava cansada eu entendo, pois ela via os coleguinhas a ir para casa e ela tinha que lá ficar, além disso havia a triste questão de lhe chamarem deficiente e blá,blá,blá whiskas saquetas,já disse e volto a repetir os miúdos são muito cruéis e os com esta idade revelam ser ainda mais, mas eu não podia fazer nada, a partir do momento em que não a gredissem, eu não podia fechar a matraca aos miúdos, eles são infelizmente o reflexo dos pais, e ficou comprovado nas reuniões de pais, onde eles levantaram a máscara, eu no meu cantinho só observei, adoro observar e analisar.Só dizia à Diana para ignorar, não chorar pois se assim o fizesse, não lhes dava pica e eles deixariam de a chatear, e foi tal e qual, bater, não lhe batiam pois ela era a mais alta da turma, logo impunha respeito, assim sendo atacavam-na com palavras.

Após esta divagação vamos ao apoio de Português, não estava a correr muito bem, a Diana não colaborava mas a professora, nunca mandou recado na caderneta, resolveu o problema sozinha, e como?

Começou por conversar com a Diana, ela adora conversar e sabe que com isso menos apoio terá, pois com a conversa da treta o tempo vai passando e menos tempo tem para aprofundar a matéria, esperta não? A pequenita pode ter um deficit cognitivo mas espartolhona é ela.

Com estas conversas e com duas aula de apoio por semana foi-se criando uma empatia entre as duas,e a professora descobriu o quê? A Diana era viciada em chocolate, há que tenha outros vícios a minha era o CHOCOLATE.

Como funcionou esta descoberta?

A professora dizia à Diana que se ela colaborasse no próximo apoio dava-lhe um chocolate, e não é que a miúda fazia tudo o que a professora pedia, atenção que tudo isto foi-me transmitido pela minha filha, foi-me dito na primeira pessoa:

-Mãe xabes a professora Maria José diz que se me portar bem no próximo apioio dá-me um chocolate Kinder.

Devo confessar que não achei piada nenhuma mas se a coisa estava a correr pelo melhor, resolvi não intervir,aliás já disse que pouco intervenho nas políticas dos professores, só em casos graves, mas naquela altura , tranquilo, tudo tranquilo.

O que é um facto é que resultou, resultou de tal maneira que no Natal e na Páscoa a professora ofereceu-lhe umas prendinhas muito fofas que ainda guardamos com muito carinho, criou-se um laço de amizade entre aluna/professora, eu só receava uma coisa, que a professora prometesse algo à Diana e depois não cumprisse, era a pior coisa que lhe podiam fazer, era muito complicado explicar-lhe que as pessoas podiam esquecer-se, ou não tinham comprado piis não tinham dinheiro, simplesmente a Diana não entendia, o que lhe prometiam tinha que ser cumprido, ainda hoje digo a quem a conhece, não lhe prometam nada que depois não possam cumprir,  se quiserem fazer alguma coisa com ela combinem no próprio dia, porque depis sou eu que tenho que lidar com a situação, mesmo eu que sou mãe só lhe digo que vamos fazer isto, ou aquilo, quando tenho certezsa, mas agora com 15 anos ela está melhor, muito melhor.

SE A PEDAGOGIA DA PROFESSORA FOI A MELHOR, AINDA HOJE ACHO QUE NÃO, MAS DE FACTO RESULTOU.

 

 

 

 

O PORQUÊ DE TUDO ISTO!!!!!!!!!

INICIEI ESTE BLOG POR VÁRIOS MOTIVOS,

Sempre segui outros blogs e nunca encontrei um que falasse sobre adopção, porquê? Há tantos pais adoptivos e tantas histórias lindissimas ou não claro!! para partilhar.

Todos os blogs que visito, de moda, Gosto, de culinária, Gosto mas é só comida saudável, a sério e a outra comidinha que tão bem faz à alma, vou falar sobre isso e dar a minha opinião e vale o que vale, sobre crianças, Gosto, pois assim aprendo qualquer coisa, , estamos sempre a aprender quando se trata de educar um filho,blogs sobre poupanças, Gosto, ajuda e muito visto que estou desempregada, se eu já era poupada agora ainda mais,blogs sobre viagens, Não aprecio  como não posso viajar pois o dinheiro que tenho é para a eventualidade de não arranjar emprego o mais rápido possível, tenho uma filha para sustentar né!!!, embora viva com os meus pais, sou eu quem arca com todos os gastos da miúda, não pensem o contrário, só em livros e material este mês já lá foi o subsídio de desemprego, contribuo para a casa faço questão disso, pago condomínio, parte da luz , a tv fibra onde incluí o meu telemóvel e o da miúda, sai mais barato e como ela tá sempre a ligar e eu também,aliás quero que ela o faça, é uma adolescente, já vai sair com as amigas, durante o dia claro!!! vai a pé pois não tenho carro, logo gosto de saber como estão as coisas, preocupações de mãe, pago a internet do andar de cima pois a que está cá em baixo não quer subir as escadas, assim sendo agora agarro-me à bronca, blogs de decoração, Adoro, como estou em casa sou eu quem trata das limpezas, aliás devo dizer que sou fanática por limpezas e por associação, a decoração e bricolage de móveis e peças e pecinhas que gosto de transformar, relaxa-me, e ver a casa arrumada e com cheirinho agradável, com aqueles sticks que não são tão baratos como isso e que aproveito para comprar em promoção, HUMMMM DELICIA!!!, vou ter que aprender a fazer  em casa, não deve ser dificil, pois ainda são carotes e não duram o tempo que vem escrito na caixa, sacanas.

Tal como uma blogger que visitei agora mesmo disse num post recente, as fotos que tiro e que vão para instagram são com um telemóvel da velhas guarda, logo não têm grande qualidade, mas é aquilo que posso oferecer e quem não pode a nada mais é obrigado!!! só quando este pifar, e não deve faltar muito pois penso que ele já não aguenta mais esta história do Instagram, um dia destes faz greve e PUFFFF!!!!!, lá vou ter que comprar um às prestações.

Blogs sobre tudo e sobre nada, Gosto , pois nesses pode-se analisar o perfil de algumas pessoas que os comentam e a ser verdade tudo o que dizem, MEU DEUS em que mundo vivemos, serão eles pais educadores, eu não sou moralista mas sou um bocadinho antiquada em relação a alguns valores morais, se calhar deveria ter ido para freira, mas não me senti vocacionada.

Tudo isto para dizer que como sempre gostei de escrever, alías se pudesse fazia isto com esferográfica, pois quando digo escrever é no sentido lato da palavra, escrever no papel, mas temos que nos adaptar às novas tecnologias, mas contudo em algumas circunstâncias gosto de ser antiquada, tenho um caderno onde escrevo receitas que me agradam e está escrito à mão, podem perguntar,

- E porque não um ficheiro no computador?

 E eu respondo

-E se o computador pifa e não as consigo recuperar, não, não estão aqui comigo, bem guardadas, e além disso faço aquilo que gosto, escrevo com a minha caneta bic, minha não, herdada da minha filha.

E foi por estes motivos e por outros que dei inicio a esta nova etapa na minha vida. Mas ele há um motivo maior, este blog é um legado para a minha filha para ela não esquecer a sua história, que é tão bonita, e ela mesma pode dar-lhe continuidade, seria tão bom.

Ah! já me ia esquecendo, este blog tem sempre uma musiqinha, pois a nossa história de vida tem sempre uma música associada, a música que ouvimos com o primeiro namorado, a música que estava a tocar quando demos o primeiro beijo, a música do nosso primeiro slow, sim antigamente dançavamos o slow, agora é Kizomba, a música do roço, como lhe costumo chamar.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D