Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maedocoracaosoueu

Dom | 01.10.17

ESTA ERA A MÚSICA DA DIANA COM 6 ANOS MAS SÓ SABIA O REFRÃO

Esta era a música que a pequena Diana com 6 anos cantava quando vinhamos da escola a pé para casa, aos aos saltos, à roda e cantava,cantava, mas só o refrão, apenas o refrão, tive que ouvi-la e decorá-la para cantar também.

Aprendeu na Casa de Cedofeita e trouxe-a consigo e para mim.

MAS A DIANA SEMPRE GOSTOU DO REFRÃO A RESTANTE LETRA TEVE A MÃE QUE OUVIR E DECORAR!!!!

Dom | 01.10.17

OS TRABALHOS DE CASA

Sabem o que isto é?

Sim é um horário escolar, sim é o horário da minha filha, sim tem 2 manhãs livres para ir para o Centro de Estudos.

Não , tudo mudou, este é o Horário dos colegas do ensino regular, neste horário vamos acrescentar 3 aulas de apoio extra curricular e o Ensino Especial, assim sendo ficou com uma manhã livre para estudar e fazer trabalhos de casa, que bom não é? 

Os que são a favor dos TPC de certeza que não têm um filho/filha ni ensino especial, os que são a favor dos TPC não têm que mandar uma filha ao Sábado, dia de descanso,para o Centro de estudos,  os que são a favor dos TPC não vão ter que justificar faltas por não poder fazer os de Segunda, porque eu há algumas disciplinas onde não posso de todo ajudar a miúda, aliás só ía prejudicar. 

PONHA O DEDO AO AR AQUELE QUE CONCORDA COM OS TPC.

 

HOJE ESTOU EM MODO DOMINGO NÃO ME APETECE ESCREVER MAIS MAS AINDA VOU APROFUNDAR ESTE TEMA

Dom | 01.10.17

UM MODO DIFERENTE DE ENCARAR O CANCRO DA MAMA

Uma das vantagens de ir a uma lavandaria sel-service foi esta, ao folhear uma revista, porque algumas têm revistas, vi esta reportagem, a revista era de 2016, valeu a pena.

Esta mulher Australiana, após uma cirurgia à mama, ficou sem mamilo, que posteriormente iria ser reconstruido, mas esta mulher fez melhor, como não queria um mamilo falso decidiu  tatuar a mama, o trabalho está lindissimo, minha opinião, claro!

Não deve de todo ser fácil ver parte do nosso corpo destruído, mas o que realmente conta é sobrevivermos, mas esta mulher além de sobreviver, fez de uma parte do seu corpo uma obra de arte.

Como é óbvio isto não é exemplo para todas as mulheres, mas para mim foi uma opção na qual nunca tinha pensado, nem tal me passou pela cabeça, e por isso mesmo fiquei deslumbrada.

Esta mulher foi de uma coragem sem limites, basta ver o que diz a tatuadora.

“Assustador”

Makkala Rose, a tatuadora, diz que Alison foi um “campeã” ao sentar-se durante 13 horas de trabalho intenso em áreas dolorosas e sensíveis, uma experiência que sua cliente descreveu como “assustadoramente horrível”.

“Alison tinha muito claro o que queria, mas também me deu certa liberdade”, diz Rose.

“Tatuar um seio é muito diferente de tatuar uma perna ou as costas. É um desafio desenhar algo que funcione nesta área”.

“É muito gratificante e coloca muitas coisas em perspectiva. Foi ótimo para criar algo para ela”, completa a tatuadora.