Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

O MIGUEL!!!!!!!!!!!!!

Na empresa onde trabalhei alguns colegas eu inclusivé tinhamos por hábito levar e colocar no frigorífico iogurtes liquidos e sólidos.

As pessoas tinham também por hábito não os consumir e deixar passar o prazo de validade.

Eu por sua vez quando via que não iam ser comidos ou bebidos "atacava-os"

Sempre me disseram que estes produtos ainda podem ser consumidos após a data de validade.

Mas os alguns colegas era esquisitos.

Mas o que mais me fazia confusão é que não ganhavamos por aí além e as pessoas davam-se ao luxo de desperdiçar.

Mas cada um sabe de si.

E não eram iogurtes de marca branca, era aqueles bem carotes

Um belo dia tinha eu esquecido de levar o meu, assalto o frigoriico e ...........

Às páginas tanto, uma colega entra no meu gabinete e diz:

-Alguém bebeu o meu iogurte.

Não sabia que tinha sido eu.

E como não tinha porque omitir e deixar que ela desconfiasse de outra pessoa...

-Rosa, fui eu, como tem lá tantos fora da validade, nem reparei e bebi. Amanhã trago-te um.

-Nem penses Cristina

-Não, eu faço questão.

-Não, se foste tu não tem mal nenhum.

Perante isto o meu colega, o Miguel conta.

Quando trabalhava na Optimus, na altura ainda era a Optimus, também tinham um frigorífico, mas o pessoal era mais que muito,assim sendo ele levava o seu iogurte liquido com o nome escrito, e vai que um dia alguém decide bebê-lo, ok passou.

Mais um dia e lá vai o iogurte dele.

Passou-se mas contudo o que faz.

Tinha um laxante em casa, e com uma seringa pimba no iogurte.

Dia seguinte, iogurte desapareceu outra vez e como trabalhavam num open space ele viu um colega ir vezes sem conta à casa de banho.

Feito lorpa foi ter com ele e perguntou se havia algum problema, este Miguel tinha uma lata

O colega diz que estava com diarreia não sabia porquê pois tinha saído bem de casa, não tinha comido nada que lhe pudesse fazer mal, logo não entendia o que se estava a passar, vai dái o Miguel

-Não comeste nada que fizesse mal, mas bebeste, bebeste o meu iogurte, aliás já os bebes há algum tempo e eu para descobrir quem era o engraçadnho injetei lá para dentro laxante.

O colega ficou lívido, se já estava pálido de tanto ir à casa de banho ainda ficou pior.

-Quando quiseres iogurte liquido, traz de casa pois eu pago os meus. Agora tens que ir à farmácia gastar dinheiro para parar a diarreia.

Foi remédio santo, os igurtes do Miguel não voltaram a desaparecer.

Sorte a minha que não bebi o iogurte do Miguel.

AMAR DEPOIS DE AMAR-TE!!!!!!!!!!!

PARO PARA PENSAR!!!

 E, de tudo o que penso, no bom e no menos bom, há tanta coisa que me faz sentir esta necessidade enorme de passar para o papel, neste caso não é bem para o papel, tudo o que tenho vivido e sentido. Parece que sinto uma dor no peito e um nó na garganta, por estar tudo acumulado.

A vida tem sido vivida de forma mecanizada, com sonhos que nunca foram descobertos, com outras prioridades. Naquele momento, achei que seriam as mais corretas.

E foram sem dúvida.

Mas a verdade é que o melhor da vida deixei para trás.

Esqueci-me de viver, como agora sei que deveria ter feito.

Não o devo permitir mais na minha vida.

Preciso de viver, de ter tudo o que mereço.

A vida é curta demais para me preocupar com aquilo que não fiz e que deveria ter feito.

Chega de lamentações!

Chega de fazer o mais correto!

Chega de não fazer o que realmente me faz feliz, o que me deixa de coração cheio.

Chega de não fazer o que me deixa com aquele sorriso que me dá vida.

Estás tu, agora, presente na minha vida e não sei se é isso que desejo. 

Um amor onde quero que resida o melhor de nós.

O carinho, a paz, a cumplicidade, o respeitoo.

Lado a lado em tudo, como sempre sonhei e idealizei para a minha vida.

Mas quero-te por inteiro, porque mereço, porque merecemos.

Vai ser difícil.

Muita coisa se apagou em mim e tenho saudades de rir às gargalhadas e de cometer loucuras saudáveis que me dão vida, de ser eu própria!

Preciso de ti, do teu amor, da tua presença na minha vida de forma permanente e que me ajudes a ser feliz por inteiro.

Que fiques feliz por mim e que me ajudes a levantar do chão, quando mais precisar.

Mas não o fazes não tens essa capacidade.

De igual forma como eu desejo fazê-lo por ti.

Eu também já não tenho essa capacidade.

Sentir que sou importante na tua vida e transmitir-te o quanto és importante na minha.

Já não não tenho esse sentimento.

Sei que poderei estar a pedir-te demasiado.

Sei que não posso mudar a razão que te leva a manter uma vida na qual não existe amor.

Não reside paixão.

Mas onde reside a gratidão de tantos anos de união.

Para mim, prevalece a gratidão acima do amor.

Talvez porque, depois de tantos anos, estou conformada e assim torna-se mais fácil viver.

Posso compreender, posso sentir empatia pelas tuas decisões, mas não posso fazer de conta que não me magoam.

Não te esqueças de que tens a oportunidade de viver o amor com que dizes sempre ter sonhado, mesmo com as dificuldades e os medos que surgirem!

Que tenhas sempre presente que não estarás sozinho para enfrentar os medos e as dificuldades.

Paro a pensar… E, de tudo que penso, no bom e no menos bom, fico com o melhor da vida! AMIZADE

Já tivemos uma oporunidade.

Estamos na segunda mas ................

 Não sei se consigo amar depois de amar-te.

O VOSSO TRABALHO É DE LOUVAR!!!!FAÇO-VOS UMA VÉNIA!!!!

Todos os trabalhos são de louvar.

Todos os trabalhos são necessários para a nossa sobrevivência como seres humanos.

Mas há um que louvo e faço uma vénia.

Trabalhar na Segurança Social.

Quando fiquei desempregada uma das primeiras coisas que fiz:

Ir à Segurança Social pedir o abono que me tinha sido retirado.

Fui à Segurança Social de Matosinhos.

Cheguei lá às 9h e saí às 15h, isto sem almoçar.

Quando chego e vejo que tenho 50 pessoas à minha fente, sentei-me num canto encostada à máquina de café e lá fiquei.

Fiquei ali 6 horas a assistir a um espectáculo degradante.

Pessoas que vivem do rendimento mínimo, que receberam dinheiro indevidamente mas contudo ainda achavam piada e riam da situação.

Pessoas essas com telemóveis XPTO.

O meu telemóvel coitadinho ainda é da idade da pedra.

Contra isso nada cada um gasta o dinheio como bem lhe aprouver.

Mas ir para lá e fazer escândalo pois estava tudo muito atrasado, falar alto e dizer palavrões, insultar as pesoas que lá trabalham, não, isso não.

Os funcionário foram almoçar, mas cada um na sua vez, e voltaram os insultos.

Os funcionários trabalham lentamente, temos pena cada um tem o seu ritmo.

E mais insultos

Há que ter paciência, e respeitar.

Acima de tudo respeitar.

Pessoas que cheiram mal, mas tão mal que tiveram de ir para uma sala à parte pois ninguém aguentava.

E quem lá trabalha tem que os atender!!! Não se esqueçam disso!!!

Mas esse casal, sim era um casal, não foi de todo mal educado, nem falavam, cheiravam muito mal,pronto, uma mistura de cheiros que ainda hoje não sei definir.

Um rapaz, muito novo que dormia na rua, ia lá tirar um café, reparei por um acaso que era o Segurança quem lho pagava.

Como eu estava ao lado da máquina, bem, só não saí dali para não perder o meu lugar sentada pois ainda tinha muitas horas pela frente.

O rapaz cheirava tão mal, mas tão mal, também não sei definir.

Mas tomou o café e lá foi à vida dele.

Cena mais caricata de todas.

Uma senhora, uma rapariga, pois era mais nova que eu.

Chega às 14h.

Não havia senhas, tinha que lá ir num outro dia.

Qual quê!!!!

Fez um espectáculo, ameaçou chamar a policia e o Segurança lá lhe arranjou uma senha.

E eu à espera, já lá iam 5 horas.

A rapariga começou a contar a vida dela a toda a gente, mas ninguém lhe ligou, pois todos acharam a cena degradante e estavam com receio que ela fosse à frente deles. 

E tal como eu estavam cansados.

O que decide ela fazer?

Sentar-se ao meu lado.

Logo ao meu lado, eu que estava à 5 horas sem comer e já cansada de ouvir e ver tantos  absurdos.

Começou a contar-me a vida dela.

Nem a olhei nos olhos.

Perante a minha impassividade ela lá disse:

-A senhora não se preocupe, eu não vou à sua frente.

Olhei para ela, agora sim olhei para ela.

- Pode ter a certeza que não vai não, pois se tal acontecer quem chama a policia sou eu.

Depois sai-me com este impropério

-Sabe são 2 horas e eu tenho que ir trabalhar às 4.

Saltou-me a tampa

-Se tem que ir trabalhar às 4 porque motivo veio para cá às 2?

Não respondeu.

-Eu não tenho que ir trabalhar e contudo já cá estou à 5 horas.

Não respodeu.

Levantou-se, disse uma data de palavrões, que eu ignorei e foi chatear outro, mas ninguém lhe ligava, as pessoas estavam cansadas.

Lá chegou a minha vez.

Sentei-me e só pude dizer:

-Minha senhora estou desempregada mas não invejo o vosso trabalho.

A Senhora riu-se.

E de facto era para rir .

Lá tratei do meu assunto e despedi-me.

-Muito obrigada e boa sorte.

Mas isso não acontece só em Matosinhos.

Quando adoptei a Diana ia a Miguel Bombarda, no Porto.

Essa era ainda mais assustadora.

À entrada dos gabinetes tinha um policia.

Estão a imaginar porquê?

A miúda quando ia comigo, ficava tão assustada que se encondia atrás das minhas pernas.

Não entendia o porquê do policia, para ela não era nada de bom

Há trabalhos que eu louvo e faço uma vénia.

 

 

 

ISTO É TUDO MUITO BONITO MAS!!!!!!!!!!!!

Isto é tudo muito bonito.

Sim é .

O menino é bem jeitosinho.

Sim é.

Mas tal como costumam dizer:

"Bonito por fora..................

O detergente é dos mais baratos do mercado.

Verdade.

Mas não a coisa não é bem assim.

É um detergente fraquinho.

Pode deixar um cheirinho bom na roupa mas nada mais além disso.

Mas meninas se gostam do rapazinho.

Força.

Pode ser que ele saia do garrafão de detergente tal como o mago da lâmpada mágica.

Mas não se esqueçam têm de esfregar a embalagem

Boa sorte.

Mas façam o seguinte.

Peçam ao carinha laroca para esfregar a roupa à mão antes de a colocar na máquina.

 

A MINHA FILHA E A AVÓ, A AVÓ E A MINHA FILHA!!!!!!!!

Ontem a minha filha disse à avó:

-Vó, para a semana dão 30 graus, estás feita, não podes ir para o quintal, vai estar muito calor.

A avó:

-Sério filha? Então tu compraste um guarda chuva e agora vêm 30 graus?

Sim é verdade a minha filha decidiu comprar um guarda-chuva em pleno mês de Junho.

-Pois vó, estava a chover

-Filha fazes o seguinte, vais ao Domingos, dizes que és minha neta e devolves o guarda-chuva, dizes que ele te enganou, mas diz que fui eu quem mandou dizer.

Eu estava na sala e só dizia:

-Diana, ai de ti se devolves o guarda-chuva

-Oh mãe mas eu não preciso dele, já não chove.

-Diana!!!!!!!!

Volta para a cozinha e ouço a avó.

-Filha, devolve o guarda-chuva e diz ao Domingos que no Outono o vais buscar, mas ele que te devolva o dinheiro.

Eu na sala.

-Diana, não ligues à avó, ai de ti se devolves o guarda-chuva..

Hoje a minha mãe confessou que a miúda estava a achar um piadão à conversa, principalmente ao facto de eu estar a levar tudo a sério.

Estas duas.

Avó e neta.

Neta e avó.

Venha o diabo e escolha.

Por acaso a minha filha para certas situações é envergonhada.

E se não fosse?

E se fosse uma "lateira" e se devolvesse o malfadado guarda-chuva?

 

 

 

DESAFIO 52 SEMANAS!!! SEMANA 24!!!

O desafio desta semana:

Casais preferidos.

Não tenho.

Todos me decepcionam.

Hoje são muito felizes, aclamam ao mundo que encontraram a cara metade para toda a vida e ...........lá vem o divórcio.

Casam nas Maldivas.

Na praia.

Tudo tão bonito que nos faz sonhar.

E agora andam ás turras pela guarda do filho ou filhos que tiveram.

Por essas e por outras os meus pais são o meu casal preferido.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D