Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

DESAFIO 52 SEMANAS!!! SEMANA 26!!!

Deasfio 52 semanas: Se eu pudesse mudar de profissão seria:

Médica.

Tipo Anatomia de Grey e Code Black estão a ver?

Médicos preocupados.

Médicos que fazem tudo para salvar os pacientes acima de tudo dão-lhes lições de moral e fazem-nos mudar de ideias.

Não existem médicos assim.

Se existem onde andam?

Já estão a ver as séries que ando a ver.

 A Anantomia de Grey nunca segui e agora tento não perder um episódio, Code Black sigo desde o ínicio e faço tudo por tudo para não perder um episódio, pessoal, não me convidem para sair às Quartas

PODE UM FILHO NÃO GOSTAR DO SEU PAI!!!!!!!!!

Sim um filho pode não gostar do seu pai.

O meu pai não gostava do meu avô.

Sempre o disse com toda a sua frontalidade.

O meu avô era muito mau.

Batia nos filhos e na mulher.

O meu meu pai não aceitava.

Nunca aceitou, mesmo em pequeno.

Até nem era por bater sem motivo algum.

Era por bater na minha avó.

A minha avó era uma santa.

Teve 11 filhos.

Morreram 4.

Ficou com sete.

Todo os filhos adoravam a mãe.

Se os meus tios gostavam do pai, não sei.

O meu pai não gostava.

Ponto final.

Quando veio do Ultramar com todas a mazelas que uma guerra sem sentido acarreta, viu o meu avô a bater na minha avó.

Pegou numa tesoura e ameaçou matá-lo se o continuasse a fazer.

Estava por tudo.

Tinha vindo da guerra.

Matou pessoas sem motivo.

Se matasse o pai teria um motivo.

Estava por tudo.

O meu avô baixou a guarda.

O meu pai ainda hoje não entende porquê.

Provavelmente o meu avô viu que ele era bem capaz de o fazer.

E teve medo.

Qundo o meu avô acamou, os filhos, os rapazes, tinham que lhe dar banho e fazer a barba.

O meu pai nunca o fez.

Quando o meu avô morreu, fomos ao funeral.

Missa de sétimo dia não.

Dia de todos os Santos, também não.

Morreu, pronto, para o meu pai o assunto morria ali.

O desamor foi enterrado naquele dia.

Mas não quer dizer que tenha esquecido.

Ainda hoje se lembra de tudo o que o pai lhe fez.

Ainda se lembra de tudo o que o pai fez à sua mãe.

Há marcas que ficam gravadas para toda a vida.

É uma tatuagem, um ferro queimado cravado na pele.

E esta mágoa vai com ele, eu sei que vai.

Se porventura se encontrarem lá em cima, o meu pai não lhe vai falar.

Sei disso, tenho a certeza.

Por este motivo ao contrário de muitos pais, o meu nunca nos bateu.

Tinhamos muito respeito, pois bastava um olhar e não sabiamos onde nos meter.

Mas nunca nos bateu.

Contudo há pais que batem nos filhos, que os maltratam e contudo tiveram uma infância felis.

Tal como diz o diatado.

"Há razões que a própria razão desconhece"

 

 

 

 

 

SONHAR FAZ FALTA!!!!!!!! QUEM NÃO SONHA!!!!!!!!!!!!!!

" O sonho comanda a vida" já dizia Sebastião da Gama.

É o sonho que nos guia, e é sonhando que muitas vezes conquistamos mais do aquilo que pensávamos ser possível.

Sonhar é bom. Faz bem à alma, alimenta o nosso espírito e dá mais cor aos nossos dias. Sonhar é um direito universal, todos temos o direito a sonhar, aliás é um dever de todos nós.

 FAZ FALTA SONHAR.

Uma pessoa incapaz de sonhar é como um jardim onde as flores não crescem, ficam mirradas.

Quem não consegue sonhar com nada, está sem saber à beira do abismo, da queda iminente. Quem não sonha, desistiu,desacreditou,baixou a guarda e ficou à mercê dos pesadelos. Entregou-se em vida,Rendeu-se sem honra nem glória. Perdeu o rumo.

Podemos sonhar com dias melhores, com outra vida, uma viagem, um amor, é uma maneira de gostarmos mais de nós próprios e dos outros.

Sonhar é sinonimo de acreditar e quem acredita,consegue, quem procura encontra. Ao falar em sonhar, falo em sonhar acordado, desejar muito uma coisa em que acreditamos e que poderá ser possível alcançar. Quando falo de sonhos não são os que que nos abraçam à noite, esses pertencem ao inconsciente e é aí que devem permanecer.

Falo dos sonhos que nos alimentam, dão força e alento para seguir em frente, sonhar que um dia podemos ser alguém, pode ser banal ou até mesmo infantil, mas não é bem assim, há muitas maneiras de ser alguém e no dia em que encontrarmos esse alguém vamo-nos sentir realizados por termos cumprido um sonho.

Por cada sonho tornado realidade fazemos uma conquista interior, crescemos porque o sonho nos fez alinhar com a nossa natureza, mas também aprendemos quando sonho é desmedido e não foi feito à nossa medida.

Acredito que alguém ou algo, gere um tempo que não nos pertence, e dá ordens às coisas que nem sempre conseguimos entender. Esse alguém ou algo é que comanda a nossa vida,encarrega-se de nos ampliar os sonhos se estes estiverem de acordo com as nossas necessidades, para que possamos crescer interiormente, e por outro lado dá-nos sinais de que estamos a sonhar demasiado alto, ou demasiado baixo.

Não podemos ter medo de sonhar, aquilo que estiver cá para nós, há-de vir parar às nossas mãos, mas o que sonhamos em excesso escapará por entre os dedos, e é nesse momento que no iremos aperceber que estamos a sonhar de maneira errada.

Eu sonhei, sonhei que queria ser mãe e adoptei uma menina, foi sonhar muito alto, sendo sozinha?

Podia ser, mas fui à luta e consegui.

Eu sonhei que faria o melhor pela minha filha, se sonhei muito alto?

Não fiz o melhor que pude e orgulho-me do que ambas conseguimos alcançar.

Eu sonhei ter uma filha Doutora ou Engenheira?

Não pois já sabia que isso era sonha muito alto, a minha filha vai ser alguém na vida mas canudo na mão não vai ter.

Eu sonhei que quero que a minha filha seja acima de tudo feliz, estou a sonhar muito alto? Provavelmente, mas continuo a sonhar com isso.

Eu sonhei ter a filha perfeita?

 Não sonhei que queria ser mãe. 

Mais sobre mim

foto do autor

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D