Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maedocoracaosoueu

Qui | 26.07.18

DESAFIO 52 SEMANAS!!! SEMANA 30!!!

O DESAFIO DESTA SEMANA.

FICO IMPACIENTE COM PESSOAS QUE:

NÃO SÃO PESSOAS, QUE NÃO TRATAM OS OUTROS COMO PESSOAS.

QUE ESPEZINHAM.

QUE SE VITIMIZAM.

QUE NOS DIZEM UMA COISA MAS O OLHAR DIZ OUTRA, TÃO ÓBVIAS.............

QUE NOS TENTAM FAZER DE PARVOS.

QUE PENSAM QUE SOMOS PARVOS.

QUE NÃO SABEM OUVIR.

QUE NOS DEIXAM A FALAR PARA O BONECO, TENHO UMA AMIGA ASSIM.

QUE ME FAZEM PASSAR UMA SECA À ESPERA E NEM AVISAM.

QUE NÃO EDUCAM OS FILHOS E ME FAZEM PASSAR VERGONHASE ESTRAGUEM UM JANTAR QUE PODERIA SR TÃO AGRADÁVEL.

TAL COMO NOS OUTROS DESAFIOS Á MEDIDA QUE ME FOR LEMBRANDO ACRESCENTO.

 

 

 

 

 

 

Qui | 26.07.18

COISAS QUE NÃO PODEM FALTAR CÁ EM CASA!!!!!!! O ROLO!!!!!!!!!!

Rolo Tira-pêlos

O rolo para tirar pêlos e outras coisas mais.

Este exemplifica na perfeição a sua utilidade.

Tirar pêlos do gato de tudo o que é roupa, almofadas,alcofas das cadeiras, mantas, capas de eddredon, todo o tecido onde o gato se aperalte e não são poucos confesso.

Não utilzo este.

Na Ikea tem um muito bom,barato, e as recargas são também muito em conta.

 Tenho um rolo em quase todas as divisões.

O gato invade a casa, os pêlos invadem a casa o rolo tem que estar em toda a casa.

Na casa de banho também é útil para agarrar os cabelos da miúda, rasgo uma folha, embrulho na mão e funciona como autocolante.

A pequenita utilza muito pois nada sempre com o gato ao colo.

Por veses quando não quero utilizar o aspirador, passo nos tapetes para tirar o quê?

PÊLOS DO GATO.

 

Qui | 26.07.18

VOCÊS LEMBRAM-SE QUE TÊM UMBIGO!!!!O QUÊ!!!!!!!!DO QUE FALAS!!!!!!!!!!

Todos nós conhecemos pelo menos uma ou outra pessoa que adora falar do seu umbigo.

Uma pessoa que pensa que tudo gravita em volta da sua extraordinária pessoa e que mais nada é interessante além do seu mundo maravlhoso, o seu pequeno mundo, são pessoas que não se dão conta de que se há coisa que todos temos, gostamos e damos valor  é o nosso amado umbigo.

Todos gostamos de ter a nossa plateia de vez em quando, é sempre bom saber que há pessoas que se interessam por nós e estão atentos aquilo que fazemos ou dizemos, com um pouco de conta, peso e medida isso ajuda-nos a ser mais confiantes e felizes.

Há pessoas que por muito bem intencionadas que sejam,passam a vida a gabar-se de tudo o que têm e fica toda entretida a enumerar as suas virtudes a pessoas que vivem situações dolorosas, não se apercebe que a sua aparente felicidade magoa os outros e isso só serve para lhe complicar a vida.

Em vez do retorno que imagina que as suas declarações produzem, recebe de volta sorrisos forçados e um afastamento progressivo de todos os que se sentem ofendidos pela sua falta de atenção, contudo pode ser uma excelente pessoa, e não faz por mal, é apenas egocêntrica.

No fundo é apenas uma pessoa que vive demasiado concentrada no seu mundo, nos seus interesses,nos seu problemas, é no fundo uma pessoa que deseja com todas as suas forças acreditar que é mais feliz do que realmente se sente.

Não é um drama ser assim, é apenas o excesso de tempo que gastamos com nós próprios, a adorar a maneira como pensamos, sentimos e vivemos, é tempo que não sobra para os outros.

Podemos contudo perguntar:

Mas que importância têm os outros quando estamos tão felizes sem eles?

Não é bem assim ninguém consegue ser verdadeiramente feliz sem dar atenção aos outros.

São o aquilo que chamamos pessoas Narcisistas, são pessoas que sem darem conta,cavam fossos de solidão à sua volta.

Quando eu era católica praticante e ia à missa por prazer, sim por prazer, pois sentia-me bem depois de lá sair.

Pena que após a separaçã deixei de ir aquela igreja.

Certa vez um padre muito erudito resolveu dissertar sobre os verdadeiros pecados modernos. Estava inspirado e disse que os maiores pecados do nosso tempo não são os pecados da carne, esses são pecados pois estão catalogados como tal pela igreja, mas os piores pecados,segundo esses padre são, a arrogância,a presunção de superioridade, a falta de solidariedade, a auto-suficiência e a vaidade.

Com esta palavras cheguei a uma conclusão tudo se resume a uma questão de umbigo.

Algo que faz parte do nosso corpo, que nos ligou à mãe durante nove meses e do qual alguns nem damos conta conta.

Eu sou uma delas, só me lembro que tenho umbigo, quando vou para a praia e lá está ele a olhar para mim de cada vez que me sento ou me levanto.

Mas há muitas pessoas que andam sempre com a cabeça baixa a olhar para o lindo e maravilhoso buraquinho.