Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

A MINHA FILHA NÃO É DEFICIENTE!!!!!!!!!!!!!

Quando adoptei a Diana ela tinha consultas de desenvolvimento no Hospital de Gaia.

Isto antes de a transferir para o Pedro Hispano, pois ir para Gaia implicava uma logistica muito complicada para uma criança, ter que apanhar dois metros, fizesse chuva ou sol, com uma criança de 6 anos, não era tarefa fácil.

Contudo na primeira consulta de desenvolvimento a médica deu-me um documento assinado por ela, que eu teria que preencher e entregar na Segurança Social, era um "abono",disse-me ela, até aqui tudo bem.

Nem olhei para o papel, levei-o para casa e só lá é olhei para o dito cujo e vi no título " Abono por deficiência".

Bolas a minha filha não era deficiente, deitei fora.

Na consulta seguinte e passados já uns bons meses a médica pergunta se preciso de outro documento assinado, sim o documento tinha que ser entregue com regularidade na devida instituição.

Respondi que não, a minha filha não era deficiente.

A médica ficou

E provavelmente pensou, bem esta deve ser rica" ou então ignorante.

Rica não, ignorante sim.

Foi então que me foi explicado.

O abono por deficiência é atribuido a todas as crianças com doenças crónicas, as crianças com asma tinham direito a este "abono", portanto a Diana também.

E porquê?

Porque tomam medicação com regularidade e este valor é uma pequena ajuda para esse custo, a Diana como estava diagnosticada com síndrome de hiperactividade e deficit de atenção, tomava a respectiva medicação,contra a minha vontade, devo salientar, e  que de facto era bastante cara.

Lá vim eu com o documento devidamente assinado, e lá fui entregá-lo à Segurança Social.

Não pensem que vão enriquecer com o valor, mas que dá uma ajuda dá, então para uma mãe solteira e com um salário baixo, oh,oh.

Isto também demonstrou a minha ignorância como mãe.

A médica tinha razão eu era uma ignorante.

A Diana não era deficiente, a médica dá-me um papel para a mão com o intuito de me ajudar, e que faço eu?

Deito fora.

Estive meio ano ou mais a pagar do meu bolso a medicação.

Contudo isto também é ser mãe.

Pois fiz um juramento em tribunal em como com o meu salário conseguia sustentar a minha filha, e nisto incluimos a medicação.

Mães estamos sempre a aprender, todos os dias e para sempre.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D