Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

maedocoracaosoueu

Qua | 28.11.18

APRENDAM A CUIDAR DE VOCÊS!!!!!!!!!!!!

 

Tudo o que vocês precisam é serem vocês mesmos e isso não deveria ser uma coisa difícil.

É como encontrar o caminho de casa depois de um longo e cansativo dia e o tempo a ameaçar uma tempestade.

Há uma urgência para chegar em casa.

O instinto guia-nos até ao nosso lar, ao nosso abrigo ao nosso porto seguro.

Apressamos o passo, pensamos no banho quente, nas roupas limpas, no livro ou série que queremos continuar a ver, nos pais que estão à nossa espera, na filha que anseia pela nossa chegada.

Abrimos a porta e sorrimos.

Lar doce lar.

Pensamos: “que sorte tenho de ter um canto, um espaço ao qual posso chamar lar!”

É nesse espaço sagrado que é possível relaxar!

Sermos nós!

Despirmo-nos das máscaras e culpas trazidas por dias de opressão.

Por uma cultura que modela o ser para a opressão.

E esse espaço sagrado está em nós quando entendemos que o nosso corpo é o nosso templo e o nosso coração é o nosso guia.

Essa sim é a verdadeira morada do ser que deve ser o abrigo de todas as tempestades.

Quando nos sentimos seguras de nós mesmas, pode cair o mundo la fora, que aqui dentro estarei de meias,  pijama de algodão na melhor companhia da vida, eu os meus e todos com a mesma em paz.

O encontro com este lar vem por meio do relaxamento, da entrega absoluta do ser para silenciar o ruido que atrapalha o coração de se manifestar.
Quando silencio, ouço a batida do meu tambor e percebo que há vida em mim e que ela vale muito.

 

Deixo de prestar atenção e de acreditar no que dizem sobre quem sou e redescubro-me.

Ganho confiança, entendimento.

Tomo as rédeas soltas e as chaves do meu lar e tranco a porta aos maus pensamentos lugares e pessoas.

Tomo propriedade de mim, coloco-me em prioridade.

Quando o faço eu escolho com amor quem entra e sai.

Escolho quem deve ficar para mais um café, ou quem convido a sair, com gentileza e descrição.

No meu lar, faço tudo para para que ele se mantenha limpo e organizado.

Liberto as águas más, arejo os espaços, encho-os com flores, música e danço.

Danço conforme a música que escolho sem medo do julgamento que os outros vão ouvir ou dizer.

Afinal, quem são eles?

Aprendam a ser proprietários do vosso espaço sagrado.

Aprendam a cuidar de vocês.

16 comentários

Comentar post