Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

JÁ DIZ O DITADO !!!!HÁ CÃO QUE NÃO CONHECE O DONO!!!!!!!!!!!!

Há um ditado que diz "Ele há cão que não conhece o dono"

Pois neste caso há pessoas que não conhecem ou reconhecem ninguém.

Dito isto passo a explicar.

No ano passado uma vizinha que mora na mesma entrada do meu prédio e com a qual sempre me dei muito bem precisou da minha ajuda.

A mãe vivia na Maia, numa casa alugada.

Na casa de uns amigos desta minha vizinha.

Entretanto esta minha vizinha entrou em depressão, questões de trabalho, mas uma depressão daquelas!!!!!!!!!!!

O que é que decide fazer?

Decide dizer ao amigo que a mãe vai deixar a casa dele em finais de Abril e não disse nada à mãe.

O amigo ficou todo contente pois era intenção dele voltar para lá.

Porque é que ela fez isto?

Pergunto eu.

Fez isto contando que a inquilina que vivia na casa da minha madrinha e que entretanto se separou fosse embora, pois a casa é muito grande para ela e o filho.

Mas tal não aconteceu, a inquilina ainda lá vive.

O que acontece a seguir?

Ela começa a panicar pois os pais no final de Abril não tinham onde viver.

Ainda ponderou ir viver com a sogra e os pais ficarem na casa dela.

Entretanto um dos apartamentos aqui na mesma entrada foi vendido e eu conhecia muito bem a compradora.

Ora a partir daí foi o descalabro, quando lhe disse isso a partir desse dia eu recebia mais de 3 chamadas por dia a pedir-me ajuda.

Quando olhava para o telemóvel e via o número dela já começava a stressar.

Começava a pensar que quem iria entrar em depressão era eu.

Todos os dias chamadas e mais chamadas.

Eu só não entendia o seguinte.

Se tinha uma irmã porquê eu?

Porque não pedia ajuda à irmã?

Porque é que a irmã não procurava?

Ao fim de semana por exemplo.

Mas lá está uma mão lava a outra e as das lavam a cara.

Entretanto encontro a compradora do apartamento e tento convencê-la a alugar.

Trocamos números de telemóvel.

Ela ficou de me dizer alguma coisa.

E mais chamadas da minha vizinha.

Na eventualidade de não querer alugar, pedi à minha mãe para me ajudar a procurar um apartamento para os pais dela.

E a minha mãe lá começou a sua pesquisa.

Nada, nada de apartamentos para arrendar.

E lá continuavam as chamadas.

Entretanto percebi que os pais queriam vir morar para este prédio, não queriam outro

Como era possível?

Eu e a minha mãe andavamos a ver apartamentos bem perto do nosso.

Mas que nada.

Queriam este

E eu já me começava a passar, os meus niveis de stress já estavam no máximo.

Entretanto ligo com a proprietária do apartamento, tento convencê-la a alugar.

Ela vivia numa casa aqui bem perto.

O marido não queria sair de lá e ela contudo não queria alugar.

A coisa começava a ficar feia.

Não liguei mais, achei que já não estava a ser correcta,não queria alugar, estava no direito dela.

Para quê pressioná-la?

Agora a chata era eu, não, sério?

Passados uns dias liga-me e diz que vai alugar pois o marido não quer deixar a casa.

Ufa!! Tinhamos o problema resolvido.

Dei o número dela à minha vizinha e lá se entenderam.

Os pais já cá vivem e adoram.

Boa.

Entretanto os telefonemas pararam.

Boa

Já podia descansar a minha cabeça.

Mas não há bela sem senão.

Este mês mandei uma mensagem à minha vizinha a pedir o mail da empresa onde trabalha para enviar o meu cv.

Nada, não respondeu.

Passaram dois dias mandei outra mensagem a dizer que já não precisava do mail.

Nada.

Entretanto num destes Domingos encontro-a à entrada do prédio e ela diz:

-Então Paulinha já não precisa do mail?

Só podia estar a gozar comigo

-Não obrigada já me desenrasquei.

-Mas se quiiseres eu dou-to.

-Obrigada, mas sabes há quanto tempo te mandei a mensagem?

Eu não estava propriamente a sorrir

-O meu filho estragou-me o telemóvel e agora tenho um novo e só agora é que vi a mensagem

Sério!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Agradeci e fui onde tinha de ir.

Ainda hoje nos cruzamos à saída do prédio, cumprimentei-a e ela idem contudo diz:

-Paulinha tenho que ir já estou um bocadinho atrasada.

Ela fala muito com "inhos"

-Podes ir não tinha intenção de ter agora uma conversa contigo

Não tinha mesmo.

Mas uma coisa vos digo.

Há cães que não conhecem o dono.

Mas este cão não me volta a morder.

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Paula Rocha 10.10.2018

    Pelo contrário, ironico mas a minha mãe defende-a pelo facto de ela na data estar depressiva
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D