Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

maedocoracaosoueu

Dom | 25.11.18

MAS QUEM TE MANDA A TI SAPATEIRO TOCAR RABECÃO!!!!!!!!!!

Escrevo este texto para vocês, os que estão decididos a terminar a vossa relação.

Não sei ao certo a razão de estar a escrever isto.

Mas bolas vale a pena tentar!!!

Só queria que esta mensagem fizesse a diferença na vida de alguém, ainda que seja numa única vida, talvez a tua.

Não sou psicóloga, não.

Não sou terapeuta também não.

Sou mulher.

E como mulher...........

Eu só quero dizer algumas coisas que penso para que possas refletir melhor antes de deitares essa história fora.

Sei que teu coração está a transbordar angústia, sei que não é isso que tu queres, sabes por quê?

Porque entre vocês, apesar das diferenças, existe muito amor.

É diferente de querer acabar com alguém porque o sentimento acabou, compreendes?

Eu peço-vos que repensem.

Estão decididos mesmo atirar para o lixo um sentimento tão intenso?

A admiração incrível e a química que ainda está aí presente?

Por favor, tentem encontrar uma saída para continuarem juntos.

Talvez vocês só precisem de se ajustar, aparar algumas arestas, entendem?

É possível que esse amor tenha um futuro lindo, se vocês se dispuserem a reparar os danos que vocês mesmos causaram. 

Basta que ambos baixem a guarda, assumam os erros e se comprometam a fazer diferente.

Pessoal, o amor é precioso demais para se deitar fora dessa forma.

Não deixem o orgulho falar mais alto do que toda a riqueza que vocês sentem.

Acredito que vocês possam entender-se e permanecer nessa história.

A vossa história.

Peçam desculpa, se for o caso, vistam-se de humildade para admitir que um feriu o outro.

Assumam que vocês ainda estão a aprender a amar e que essa tarefa é muito, mas muito complexa.

Não tenham medo de parecer ridículos, assumam tudo o que sentem, deixem transparecer a intensidade desse sentimento, falem dos sonhos que vocês sonharam juntos.

Podem chorar, isso não irá diminui-vos, não está na hora de se preocuparem com orgulho, ele é mestre em estragar os amores mais fabulosos.

Será que não são pequenos descuidos que se foram acumulando para chegarem a esse ponto?

Calma aí, isso pode ser revertido.

Comprometam-se, se for o caso, a oferecerem a vossa melhor versão.
Relembrem o primeiro encontro, o primeiro beijo, o primeiro “eu te amo”, a primeira noite de amor.
Não é humilhante mostrar ao outro tudo o que sente.
Não é indigno vocês deixar bem claro o quanto vão ficar destroçados com o fim dessa relação.
Vocês estarão apenas a  ser humanos e realistas.
Lutem por essa relação, acredito que vale a pena.
Vocês se gostam tanto um do outro que não acho justo atirarem tanto amor ao lixo, isso é um crime.
Façam a vossa parte.
Enviem este texto para ele/a e digam que gostariam de falar sobre vocês.
Eu duvido que ele/a não se vá sentir tocado/a.
Eu estarei aqui a  torcer por essa reconciliação.
Mas contudo poderão dizer.
Mas quem és tu para dares conselhos?
Mas quem és tu, aquela que apregoa que tanto prpopaga a solidão.
Eu sou aquela que quer acreditar num amor maior.
Se não for para mim.
Então que seja para vocês.
Fico feliz com a felicidade dos outros e não o contrário.
E sorrio para o universo quando vejo relações longas e onde o amor ainda prevalece.
E o universo sorri para mim.
Mas contudo cabe-me a mim e só a mim agarrar com as duas mãos o que ele tem para me dar.

4 comentários

Comentar post