Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

maedocoracaosoueu

Sab | 14.10.17

O GERÊS. OUTRA VEZ O GERÊS.LÁ ME VOU LEMBRANDO DESTAS COISAS!!!

Ora lá estavamos nós no Gerês, e não é que um dentinho que ela tinha a abanar decide sair, aliás os dentes dela não saíam naturalmente, a miúda pura e simplesmente arrancava-os, eu nunca tinha visto semelhante, aquilo estava ali pendurado, estava a incomodá-la, fora com ele, nunca fez fitas quando lhe saíam os dentes, arrancava-os, guardava-os num lenço de papel e entregava-mos, aliás e fugindo um bocadinho ao que ía contar, guardei todos os dentinhos dela porque não havia um que não estivesse estragado,é normal, o contrário é que seria de estranhar, minha rica filha!!!!!!

Então o dente decide sair no Gerês e eu sempre a fiz acreditar na "fada dos dentes" mau para mim esta história ficou-me por uma fortuna, quando ela arranca o dente mostra-mo e diz:

-Mãe saiu-me o dente

-Ótimo filha agora guarda debaixo da almofada para que a fada dos dentes traga a moedinha

-Mãe eu estou no Gerês, a fada não sabe onde é o Gerês

-Claro que sabe a fada voa e vem cá entregar a moeda

-E tu por acaso disseste-lhe que vinhamos para cá? Ela agora vai a nossa casa e como não estou ela não vai deixar moeda

OK, o ponto de vista da pirralha estava correto, dentro dos limites da pirralha.

Mas à noite quando ela adormeceu lá coloquei a moeda debaixo da almofada, quando acordou nem se deu ao trabalho de ver, mas  ao fazer a cama chamei-a

-Diana vem ver o que está debaixo da tua almofada

Ela agarrou na moeda:

-Mãe afinal a fada também vem ao Gerês, é como o Pai Natal vai a todo o lado

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.