Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

maedocoracaosoueu

Qua | 16.05.18

O PERIGO ESTÁ DENTRO DE TUA CASA!!!!!!!!!

Ponderei muito sobre este tema.

Ponderei muito mesmo.

Mas o perigo não está lá fora .

Está dentro da tua casa.

Tal como disse no post anterior conheço o pai e a mãe da menina que foi molestada e que engravidou.

A mãe, minha amiga de infância.

O pai, o marido da minha amiga.

Zanguei-me com essa amiga já faz uns anos.

Cheguei à conclusão que ela tinha um parafuso mal apertado.

Não quis mais nada com ela. Eu sou assim.

Fazem-me mal seja por palavras ou actos e acabou.

Nunca me arrependi.

Ambos frequantavam a minha casa.

Vieram conhecer a minha filha.

Nem equacionavam adoptar.

Eram voluntários numa instituição.

Tinham contacto com crianças.

Ele tinha contacto com crianças.

Depois de me zangar com ela, soube que adoptou.

Fiquei em panico.

Juro.

Ela não era boa da cabeça.

Ele contudo era muito atencioso com a filha.

Adoptaram outra.

Com muita facilidade devo dizer, a primeira filha tem Sindrome de Down, a segunda tem também alguns problemas, mas pormenores não sei.

E agora estourou a bomba.

Para quem lê o jornal e vê televisão, sabem, não vou entrar em detalhes.

Sim ele era muito simpático.

Não ela não o merecia, pensava eu na altura em que ainda eramos amigas.

Mas afinal revelou-se o contrário.

Se ela era boa mãe?

Não sei.

Se ele era bom pai.

Parecia ser.

Sempre muito atencioso com as miúdas.

Se ela sabia o que ele fazia.

Duvido, pois se o soubesse não teria levado a menina ao hospital, devo salientar que ela era obcecada por aquele homem.

Ora assim sendo teria encoberto, tenho quase a certeza.

A pedofilia é uma doença

Sim é.

Ninguém, mas ninguém olha para um pai adoptivo e vê escrito na testa pedófilo.

Não.

Eu podia ter uma tara qualquer e não dariam por isso.

Eu poderia ser uma péssima mãe, não digo que seja a melhor, mas faço por ser, mas podia ser uma péssima mãe.

No fundo, bem no fundo, o que eu quero dizer é:

Se eu não me tivesse zangado com ela a minha filha provavemente iria lá a casa brincar com as miúdas, pois a Diana andou com a primeira filha deles na escola.

Se a minha filha lá fosse.

Que poderia acontecer?

Dizem que Deus escreve certo por linhas tortas.

No livro, na história da minha filha, sim é verdade.

Mas no livro da outra menina, não, isso não aconteceu.

O livro da minha filha para já, sim para já, é um conto de fadas escrito com caneta rosa, o livro da outra menina é uma história de terror escrito com côr negra.

Se concordo com a pena, não me vou manifestar

Se concordo que a menina esteja com a mãe, tambem não me manifesto.

Mas como já disse uma vez, vivo numa aldeia e ouço coisas que me levam a pensar que não, não devia ficar.

Mas são coisas que ouço, nada vi.

Se visse denunciava, dava o meu nome sem medos, mas não vi.

Logo nada posso fazer.

Peço a Deus que ajude esta criança, e outras mais e a minha também.

Tanto nos preocupamos com a escola, com andar sozinha na rua.

Não me quero alongar mais neste tema, disse que o faria com ponderação, e penso que assim o fiz.

Mas esquecemo-nos que o perigo muitas vezes está dentro de casa.

 

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post