Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

maedocoracaosoueu

Sab | 16.06.18

O VOSSO TRABALHO É DE LOUVAR!!!!FAÇO-VOS UMA VÉNIA!!!!

Todos os trabalhos são de louvar.

Todos os trabalhos são necessários para a nossa sobrevivência como seres humanos.

Mas há um que louvo e faço uma vénia.

Trabalhar na Segurança Social.

Quando fiquei desempregada uma das primeiras coisas que fiz:

Ir à Segurança Social pedir o abono que me tinha sido retirado.

Fui à Segurança Social de Matosinhos.

Cheguei lá às 9h e saí às 15h, isto sem almoçar.

Quando chego e vejo que tenho 50 pessoas à minha fente, sentei-me num canto encostada à máquina de café e lá fiquei.

Fiquei ali 6 horas a assistir a um espectáculo degradante.

Pessoas que vivem do rendimento mínimo, que receberam dinheiro indevidamente mas contudo ainda achavam piada e riam da situação.

Pessoas essas com telemóveis XPTO.

O meu telemóvel coitadinho ainda é da idade da pedra.

Contra isso nada cada um gasta o dinheio como bem lhe aprouver.

Mas ir para lá e fazer escândalo pois estava tudo muito atrasado, falar alto e dizer palavrões, insultar as pesoas que lá trabalham, não, isso não.

Os funcionário foram almoçar, mas cada um na sua vez, e voltaram os insultos.

Os funcionários trabalham lentamente, temos pena cada um tem o seu ritmo.

E mais insultos

Há que ter paciência, e respeitar.

Acima de tudo respeitar.

Pessoas que cheiram mal, mas tão mal que tiveram de ir para uma sala à parte pois ninguém aguentava.

E quem lá trabalha tem que os atender!!! Não se esqueçam disso!!!

Mas esse casal, sim era um casal, não foi de todo mal educado, nem falavam, cheiravam muito mal,pronto, uma mistura de cheiros que ainda hoje não sei definir.

Um rapaz, muito novo que dormia na rua, ia lá tirar um café, reparei por um acaso que era o Segurança quem lho pagava.

Como eu estava ao lado da máquina, bem, só não saí dali para não perder o meu lugar sentada pois ainda tinha muitas horas pela frente.

O rapaz cheirava tão mal, mas tão mal, também não sei definir.

Mas tomou o café e lá foi à vida dele.

Cena mais caricata de todas.

Uma senhora, uma rapariga, pois era mais nova que eu.

Chega às 14h.

Não havia senhas, tinha que lá ir num outro dia.

Qual quê!!!!

Fez um espectáculo, ameaçou chamar a policia e o Segurança lá lhe arranjou uma senha.

E eu à espera, já lá iam 5 horas.

A rapariga começou a contar a vida dela a toda a gente, mas ninguém lhe ligou, pois todos acharam a cena degradante e estavam com receio que ela fosse à frente deles. 

E tal como eu estavam cansados.

O que decide ela fazer?

Sentar-se ao meu lado.

Logo ao meu lado, eu que estava à 5 horas sem comer e já cansada de ouvir e ver tantos  absurdos.

Começou a contar-me a vida dela.

Nem a olhei nos olhos.

Perante a minha impassividade ela lá disse:

-A senhora não se preocupe, eu não vou à sua frente.

Olhei para ela, agora sim olhei para ela.

- Pode ter a certeza que não vai não, pois se tal acontecer quem chama a policia sou eu.

Depois sai-me com este impropério

-Sabe são 2 horas e eu tenho que ir trabalhar às 4.

Saltou-me a tampa

-Se tem que ir trabalhar às 4 porque motivo veio para cá às 2?

Não respondeu.

-Eu não tenho que ir trabalhar e contudo já cá estou à 5 horas.

Não respodeu.

Levantou-se, disse uma data de palavrões, que eu ignorei e foi chatear outro, mas ninguém lhe ligava, as pessoas estavam cansadas.

Lá chegou a minha vez.

Sentei-me e só pude dizer:

-Minha senhora estou desempregada mas não invejo o vosso trabalho.

A Senhora riu-se.

E de facto era para rir .

Lá tratei do meu assunto e despedi-me.

-Muito obrigada e boa sorte.

Mas isso não acontece só em Matosinhos.

Quando adoptei a Diana ia a Miguel Bombarda, no Porto.

Essa era ainda mais assustadora.

À entrada dos gabinetes tinha um policia.

Estão a imaginar porquê?

A miúda quando ia comigo, ficava tão assustada que se encondia atrás das minhas pernas.

Não entendia o porquê do policia, para ela não era nada de bom

Há trabalhos que eu louvo e faço uma vénia.

 

 

 

7 comentários

Comentar post