Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maedocoracaosoueu

Qua | 21.02.18

SÃO COISAS TÃO SIMPLES QUE NEM DAMOS CONTA!!!!!!!!!!!!!

Existe um tempo para fazer coisas e um tempo para não fazer nada.

Hoje em dia é muito difícil ficar sem fazer nada e não nos sentirmos culpados com isso.

Ficar sentado a olhar para o ar para os pés, sonhar de olhos abertos ou fechados, como queiram, ou passar uma hora a comtemplar algo pode ser uma maneira de regenerar e nos tornarmos mais eficazes, porventura até mais felizes, mais bem dispostos.

Quebrar com a rotina das horas, interromper o tempo, e deixar passas a vertigem dos dias, diluir a angústia das noites, estas podem ser as várias maneiras de sobreviver no meio do caos onde vivemos.

Temos sempre a ideia de que não há tempo a perder, que tudo é importante e não pode ser adiado, é tudo para ontem, mas contudo pode não ser completamente verdade.

É preferivel fazer, de vez em quando uma pausa para olhar pela janela do escritório ou de casa do que entrar numa espiral e acabar numa janela de um hospital a ver as horas passar,isto numa situação extrema, mas como sabem elas existem, não estou a falar de nada que nunca tenham visto acontecer, eu vi, eu presenciei, mas foi uma situação tão extrema que levou à morte. Falarei sobre isso.

Vale a pena pensar nisto, mudar de atitude, dar como bem empregues todos os momentos perdidos sem fazer absolutamente nada.

Todo o tempo que passarmos a aprecar as coisas simples da vida é tempo ganho.

Temos por hábito pensar que os poetas ou os literados são pessoas alienadas, não são deste mundo, mas a maneira como olham para as coisas, a maneira como ouvem os ruidos, estão de facto a tentar perceber o essencial, não lhes dá um ar de pessoa muito ocupada,  estão a ver o essencial, estão concentrados no que para eles é importante e que lhes servirá de fonte de inspiração.

Nós que não somos poetas podemos contudo fazer um esforço por mostrar de quem não é deste mundo, e podemos ficar a pensar na vida, a lembrar dos bons velhos tempos, a jiboiar.

Basta não cair no exagero, ter conta e medida, e saber aproveitar estes pequenos momentos para relaxar, criar um vazio que contudo regenera, e estamos a garantir a nossa saúde mental como a boa forma espiritual.

Poderá haver quem diga, mas com filhos pequenos onde temos tempo para tal?

Aproveitem uns minutinhos da sesta da criança , eu bem sei que esses momentos são aproveitados para tratar de coisas que estão atrasadas, mas se não puder fazer hoje faça amanhã, e verão que depois de retempradas as energias fará tudo com mais eficácia.

Também podem dizer, mas a criança dorme pouco, a sesta é muito curta, deitem-se ao lado dela, mesmo que não tenham sono e fiquem a olhar para o vazio, a recarregar baterias, ou simplesmente fiquem a deliciar-se com o cheirinho do bébé,a sua respiração, TUDO.

Tentem e depois digam se valeu ou não a pena.

 

 
 
Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: