Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

O 5º ANO OS APOIOS E A MALDITA CADERNETA

Interrompemos por uns dia a história da Diana no 5º ano, mas agora vamos continuar.

Neste ano ainda tinhamos, eu não a pequenita, consultas de desenvolvimento,mas a Diana não estava medicada,tinhamos que deixar terminar o 1º periodo para eu dar um feedback à médica.

Entretanto começa o ensino especial, a pequenita não reagiu bem a estes apoios, pois infelizmento os miúdos embora tão novinhos são muito crueis, e por esse motivo chamavam-lhe deficiente, pois associam o ensino especial a crianças deficientes, perante isto a Diana não colaborava com os professores de apoio,  Matemática, Português e claro está o Ensino Especial.

Todos os dias vinha um recado na caderneta, aliás como já tinha dito, eu ia buscá-la e íamos a pé para casa e durante o trajeto ela sempre aos saltos e a brincar dizia:

- Mãe tenho um recado na caderneta

- Bom ou mau?

-Maix ou menos

Comecei a stressar, mas tentei controlar-me

Quando chegamos a casa a primeira coisa que fiz foi pedir-lhe a caderneta e li o recado,era da diretora de turma a dizer que toda a escola procurou a pequenita antes da de uma aula de apoio e esta estava na biblioteca escondida atrás de um livro a a fazer de conta que lia, não sei se havia de rir ou chorar, pedi desculpa pelo sucedido e dei-lhe uma daquelas "descascas"  e fui peremtória, aquilo não voltaria a acontecer, e não aconteceu.

Passaram umas semanas e mais uma vez:

-Mãe tenho um recado na caderneta

-Bom ou mau?

- Este é mau

Mais um stress, controla-te Paula

Li o recado e desta  vez era da professora de apoio de Português a Diana não colaborava e segunda a mesma iria ser muito difícil ajudá-la, ela dizia que sabia tudo não precisava de ajuda.

Desta vez não pedi desculpa escrevi o seguinte:

 

Professora, na próxima aula de apoio se não se importar estarei presente, se a Diana já sabe tudo, será ela a dar-nos a aula,por acaso eu preciso de aprender Português, já estou um bocadinho enferrujada.

A miuda leu o recado:

- Mãe tiveste coragem de escrever isto?

- Sim tive e quero ver a caderneta assinada pela professora.

A caderneta veio assinada e passados uns dias:

- Mãe tenho um recado na caderneta

-Bom ou mau?

-Desta vez é bom

A professora de apoio de Português congratulou a Diana pois ela estava a colaborar e tudo iria correr bem.

Depois da tempestade vem a bonança, e foi bom ter em conta que a caderneta não servia apenas para fazer queixa mas também para elogiar e isso foi muito bom para a Diana, e é bom para todas as crianças.

MALDITA E ABENÇOADA CADERNETA

 

Mais sobre mim

foto do autor

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D