Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mãedocoraçãosoueu

mãedocoraçãosoueu

A MINHA MÃE TEM UM LUGAR NO CÉU!!!!!TENHO TODA A CERTEZA!!!

Andava eu nos meus afazeres e parei um bocadinho.

Já não tenho 20 anos e este corpinho já não faz tudo num só dia.

Mas o que me trouxe um bocadinho ao computador foi para contar uma historia da qual me lembrei, embora já tenham passado 30 anos.

Recordo-me como se fosse hoje. Lembrei-me ontem à noite, a noite tem disto, tenho umas epifanias

Ainda moravamos numa pequena casa, na mesma zona.

Já mudamos de casa 3 vezes e nunca saímos daqui, é bom é como viver nesta aldeia, perto da cidade, mas estou a desviar-me do assunto.

Nessa altura apareceu um Senhor lá em casa a pedir esmola à minha mãe, e tal como eu ela não é nada generosa, não deu nada ao Senhor.

Mas disse-lhe que todos os Domingos lhe dava uma refeição.

Ao principio e no Verão ele comia no pátio, mas aquilo começou a incomodar a minha mãe e então o Senhor veio comer à mesa connosco, como é óbvio, não é como agora que os pais pedem aos filhos licença para sair ou para outra coisa quaiquer, a minha mãe não pediu opinião a ninguém, fez o que devia fazer e mais nada.

O Senhor começou a almoçar à mesa connosco, como é óbvio o Senhor não cheirava a gel de Duche, cheirava mal, mas isso não incomodava de todo a minha mãe e deva-se dizer nem o meu pai.

Nós, eu e o meu irmão,ai de nós se fizessemos cara feia ou transmitissemos algum tipo de mal estar ao Senhor, a minha mãe punha-nos de certeza a comer lá fora, trocava os papeis, disso não tenho dúvida.

Depois para tristeza dela o Senhor nunca mais apareceu, não sabemos se ficou doente, se morreu, nada o Senhor desapareceu, mas não pensem que isso nos deixou contentes, não, pois já estavamos tão habituados ao Domingo sermos 5 à mesa.

Nem o nome dele sabiamos,contudo para nós já fazia parte da família.

A minha mãe nunca foi uma mulher de afectos, o meu pai sim, a minha mãe raramente nos dava um beijo ou um abraço, raramente nos dava o ombro para chorarmos.

Qual quê?

Dava-nos um abanão para acordarmos para a vida.

E acordamos.

O amor estava lá, eu sei que estava.

Mas nos momentos dificeis da minha vida e com o passar do tempo ela mudou, começou a ficar mais "mole".

Por isso ainda hoje vivo com os meus pais.

Mas é com a minha mãe que desabafo, é ela que me aconselha, e eu decido se acato os seus conselhos ou não, mas por norma sim, são conselhos tão sábios, os nossos pais são tão sábios.

Ela foi a força que impulsionou a decisão de adoptar.

Eu decidi e ela disse logo "Avança"

É a minha mãe que me controla quando a minha filha me tira do sério.

É a minha mãe que me trava quando vou "lançada" para dar uma belo dum ralhete à miúda, mas eu também com a idade fiquei mais "soft", a idade ensina-nos a ver coisas numa outra perspectiva.

Seria de todo mentira se estivesse aqui florir o que não é florido, dizer que a minha mãe foi ou é a minha melhor amiga, não, é a minha mãe, não é minha amiga.

Deixa legumes do seu terreno à porta dos vizinhos para a sopa das crianças.

Ajuda o lavrador aqui da nossa "aldeia" a cultivar o terreno, a fazer a desfolhada e outras coisas mais que eu não percebo bem, pois de agicultura nada percebo.

Há tantas coisas que poderia dizer da minha mãe,mas fica para um outro dia.

Por isso digo, a minha mãe tem um lugar no céu, tenho a certeza disso, pois se alguém o merece é ela.

ADIVINHEM O QUANTO GOSTO!!!!!!!!!!!

A gente culpa-se por muita coisa, o tempo todo, apesar de muitas vezes estarmos livres de qualquer participação no que acontece ou de termos agido corretamente. É o caso daqueles momentos em que nos arrependemos de ter amado, de termos dado o nosso melhor, de nos termos entregue po inteiro, sem qualquer retorno. Porém, não podemos achar que saímos a perder, pois quem não recebe amor é que sempre perde.

Pessoas que acreditam no ser humano, acima de tudo, que chegam inteiras, sem rodeios, sem semões, pois acreditam que a verdade é o melhor, acabam por amar mais, com maior intensidade e transparência. Infelizmente, muitos andam em contramão da entrega, resguardando-se de tudo e de todos o tempo todo, tendo a desconfiança como modo de viver. 

Seja após repetitivas decepções, após uma traição doída, seja por conta de um lar em ruínas e estéril,o que é um  facto é que muitas pessoas não parecem prontas para amar, para se doar por completo, tampouco para receber tudo o que merecem. Machucaram-se demais, carregaram o peso da escuridão que traz o amor incompleto - que nem amor é, negando-se a recomeçar, têm o gosto amargo da desilusão que teima em persistir.

Por essa razão é que nos iremos sempre deparar com aqueles que pouco ou nada nos têm para dar, em termos de gratidão, sorrisos, carinho e admiração. E então virá a decepcção, vamos achar que perdemos muito tempo onde nada floresceu, com quem nada ofereceu. Ficaremos abalados e frustrados, alquebrados, sentindo-nos impotentes, sentindo-nos menos, menores. Na verdade, existem pessoas e lugares onde nada há para semear, a não ser o vazio.

Mesmo que nos decepcionemos, que nos machuquemos, que nos sintamos incapazes de despertar algo de bom, será preciso lembrarmos-nos sempre de que não estaremos a agir de forma errada . Ninguém perde por ser verdadeiro, por sentir e expressar o que lhe vai na alma, não se preocupem. Quem perdeu foi quem ficou lá atrás, longe de nós. Logo ali, ao virar da esquina haverá alguém que sabe lidar com amor verdadeiro. E será essa a nossa morada.

E por esse motivo mudei de endereço,não estou longe, estou mais perto do que possam imaginar!!!

A minha nova morada é MÃE, MULHER, FILHA, AMIGA, a morada antiga era MULHER, só MULHER, mas faltava algo, a morada estava errada.

Assim sendo:

Enquanto eu for viva serei sempre primeiro a tua mãe, e depois tua amiga. Eu vou andar atrás de ti, chatear-te, dar-te sermões, levar-te ao desespero, ser o teu pior pesadelo, e perseguir-te como cão atrás do gato sempre que for preciso, porque te amo.

Quando compreenderes isso, eu saberei que te tornaste num adulto responsável.

Eu vou defender-te sempre, mesmo nos momentos que tenha de te defender de ti próprio.

Nunca encontrarás na tua vida ninguém que se preocupe tanto, que te ame tanto e reze tanto por ti quanto eu.

Se não me chamares, pelo menos uma vez, na vida “A pior mãe do mundo”, então não estarei a fazer bem o meu trabalho.

Porque crescer exige saber escolher, e eu vou obrigar-te  a fazer as escolhas certas. Educar exige regras,  e essas regras são sempre impostas por mim.

Eu sei que não gostas mas que um dia vais dar-me razão. E vais amar os teus filhos e persegui-los até ao teu último sopro.
Tal como eu farei.

Enquanto eu for viva vou cuidar de vocês e ser paciente. Pois o meu amor por vocês é icondicional, antes de ser ,ãe sou filha, antes de ser mulher sou filha antes seja lá o que for sou filha, se não fossem vocês eu não seria nada.

Enquanto eu fôr viva estou aqui para vos ouvir e aconselhar minhas amigas.

Enquanto eu for viva vou ser mulher, continuar a cuidar de mim, para poder olhar para o espelho e ainda gostar daquilo que vejo, para poder continuar a amar-me, pois só assim poderei amar os outros, estar de bem comigo é estra de bem com o mundo, e lá vem a lei do retorno, o que dás ao universo ele devolve-te na exacta medida.

AGORA ADIVINHEM O QUANTO GOSTO!!!!!




LINDA !!! LINDA!!!ESTA PALAVRA QUE TE DOU!!!

Confesso que não ne recordo quando a Diana me começou a chamar mãe, não registei nem dia, mês, aceitei este nome tão naturalmente como se ela fosse a minha bébé e começasse a falar, e a primeira palavra fosse essa.

Mas ante disto acontecer a assistente social ligou para saber se estava tudo a correr bem e perguntou de imediato se a Diana já me chamava mãe, e eu disse a verdade, não, não me chama, indignada, passou-se porque na opinião dela a Diana já o devia ter feito, a minha opinião era bastante diferente, quando a criança me visse como mãe começaria a pronunciar a palavra, ela tinha tanta informação para processar, que há que dar tempo ao tempo, e de repente, BAM!!!! Mãe, Mãe Mãe.

O mais caricato é que após me começar a chamar mãe e como era uma tagarela era mãe a todo o minuto, Oh Mãe, Mãe, Mãe, bastava eu estar distraida com algo que ela repetia a palavra sem exagero uma 5 vezes, ainda hoje o faz, às vezes estou com o pensamento em outro sitio e como não a estou a ouvir, ela sabe, lá começa, Mãe, Mãe, Mãe " não ouviste nada do que te disse pois não?"

"Não filha repete outra vez" e assim o faz.

No trajeto de casa até à escola e meu respetivo emprego,  mesmo ao lado, e na boleia do meu pai pois eu não conduzo, ainda sem o efeito da medicação ela repetia a palavra Mãe, mais de 5 vezes era impressionante, esta palavra esteve presa no coraçãosito dela durante tanto tempo e agora estava a expulsá-la mas de uma maneira vertiginosa.

O meu pai no trajeto disse 2 coisas que jamais esquecerei::

 - Como te sentes ao ovi-la chamar-te mãe? 

  - Normal pai, é como se já mo chamasse desde sempre

   ( A  mais engraçada de todas)

- Se eu fizesse uma viagem de carro com vocês até ao Algarve, a meio do caminho, nem tanto, dava a volta e vinha para trás, é que a miúda parece um papagaio e gasta-te o nome ( Mãe), eu ficava louco.

Na minha oipinião, não há um timming para a criança, quando ela assim o desejar e sentir inicia o processo, mentaliza, pois não deve ser fácil para uma criança que não nos conhece de lado nenhum, chamar-nos Mãe, só porque sim.

A palavra Mãe vem juntamento com o Amor que ela começa a sentir por nós, vem com o sentimento de que daqui já não sai,que vai ficar para sempre,quando sente que é amada de verdade e que isto não é uma brincadeira,que não passa de um sonho do qual vai acordar e vai voltar ao sítio onde sempre esteve, que é realidade, a realidade da vida dela, até lá existe a dúvida, sim porque eles também têm dúvidas, só e apenas quando já têm tudo como uma dado adquirido.

E lá me deu a palavra mais linda:  MÃE!!!

Se me perguntarem quando lhe comecei a chamar filha, também não me recordo, possivelmente só o fiz quando senti o mesmo que ela.

Desde o inicio começou a chamar os meus pais por avô e avó, o porquê não sei, talvez exista algures um livro que o possa explicar, mas não estou interessada em comprá-lo.

 Há coisa que nos ficam gravadas e não se apagam, vão para a gavetinha do lado direito, sabem aquela onde guardamos as boas memórias, vocês sabem qual é.

 

SOU UMA MÃE TÃO MÁ!!!!

"Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva um pai, eu hei-de dizer-lhes:

- Amei-vos o suficiente para ter insistido para que juntassem o vosso dinheiro e comprassem uma bicicleta, mesmo que eu tivesse possibilidades de a comprar.

- Amei-vos o suficiente para ter ficado em pé junto de vós, duas horas. Enquanto limpavam o vosso quarto… trabalho que eu teria realizado em quinze minutos.

- Amei-vos o suficiente para vos obrigar a pagar a pastilha que “tiraram” da mercearia e dizer ao dono: - Eu roubei isto ontem e hoje queria pagar.

- Amei-vos o suficiente para ter ficado em silêncio. Para vos deixar descobrir que o vosso amigo não era boa companhia.

- Amei-vos o suficiente para vos deixar assumir as responsabilidades das vossas acções, mesmo quando as penalizações eram tão duras que me partiam o coração…

- Amei-vos o suficiente para vos perguntar: - Onde vão, com quem vão e a que horas regressam a casa.

- Amei-vos o suficiente para vos deixar ver fúria, desapontamento e lágrimas nos meus olhos.

- Mas acima de tudo, eu Amei-vos o suficiente para vos dizer NÂO, quando sabia que me iriam odiar por isso.

Hoje estou contente.

Venci, porque no final vocês também venceram. E qualquer dia, quando os vossos filhos forem suficientemente crescidos para entenderem a lógica que motiva os pais, vocês irão dizer-lhes, quando eles vos perguntarem se os vossos pais eram maus, que sim, que éramos os piores pais do Mundo, porque:

- Enquanto os outros miúdos comiam doces ao pequeno-almoço, nós tínhamos de comer cereais, tostas e ovos…

- Os outros miúdos bebiam Pepsis ao almoço e comiam batatas fritas, enquanto que nós tínhamos de comer sopa, segundo prato e fruta. E, não vão acreditar, os nossos pais obrigavam-nos a jantar à mesa, o que era bem diferente de outros pais!!!

- Os nossos pais insistiram em saber onde nós estávamos a todas as horas, era quase uma prisão. Tinham de saber quem eram os nossos amigos e o que fazíamos com eles.

- Insistiam em que lhes contássemos que íamos sair mesmo que demorássemos uma só hora, ou menos…

- Nós tínhamos vergonha de admitir, mas eles violaram uma data de leis de trabalho infantil: - Nós tínhamos que fazer as camas, lavar a loiça, aprender a cozinhar, aspirar o chão, engomar a nossa roupa, ir despejar o lixo e todo o tipo de trabalhos cruéis… Eu acho que eles nem dormiam a pensar em mais coisas para nos mandar fazer!

- Eles insistiam connosco para lhes dizer-mos a verdade, apenas toda a verdade, sempre a verdade.

- Na altura da adolescência, eles conseguiam ler os nossos pensamentos, o que tornava a vida mesmo chata.

- Os nossos pais não deixavam os nossos amigos buzinarem para nós descermos. Tinham de subir, bater à porta para eles os conhecerem …

- E quando toda a gente podia sair com doze ou treze anos, nós tivemos que esperar pelos dezasseis.

- Por causa dos nossos pais, nós perdemos experiencias fundamentais da adolescência Nenhum de nós esteve alguma vez envolvido em actos de vandalismo, violações de propriedades, nem foi preso por algum crime…

Foi tudo por causa deles!

Agora já saímos de casa, somos adultos, honestos e educados. Estamos a fazer a nosso melhor para sermos “maus pais”, tal como os nossos pais foram…

Eu acho que este é um dos males do Mundo de hoje: - Já não há suficientes “maus pais”.

Os meus pais foram “maus pais” e hoje dou-lhes graças por isso.

Tenciono ser assim mesmo com os meus pequeninos que um dia hão-de vir.

Precisamos de criar crianças que sejam bons adultos. Para um futuro melhor.

- Um beijo grande"

QUANDO ADOTEI AMINHA FILHA PESSOAS AMIGAS PARTILHARAM COMIGO, LIVROS, TEXTOS E SABEDORIA E ESTE FOI MAIS UM DOS TEXTOS QUE ANDA NA MINHA MALA, PARA LER DE VEZ EM QUANDO E NÃO ME DEIXAR ESQUECER QUE SOU MUITA MÁ MÃE.

DESAFIO 52 SEMANAS !!! AS MINHAS CITAÇÕES PREFERIDAS

Lamento, são tantas de pessoas tão eloquentes que não vos sei indicar só uma, mas no entanto deu-me uma epifania:

 

"NÃO RALHES COM A MENINA, PENSA QUE JÁ FOSTE ADOLESCENTE E JÁ FIZESTE MUITA ASNEIRA"

A MINHA MÃE QUANDO EU VOU COM O "GÁS" TODO PREGAR UM DAQUELES SERMÕES À MIÚDA, E PELA MINHA CARA VÊ QUE NÃO ME FICAREI APENAS PELO SERMÃO, CONTUDO A MINHA FILHA À MINHA BEIRA PARA JÁ, FRISO, PARA JÁ É UM ANJO.

AS MÃES 

AS AVÓS

 

OS SIGNOS CÁ DE CASA - MÃE

CARACTERÍSTICAS DE PEIXES

 

Pontos Fortes: Compassivo, artístico, intuitivo, gentil, sábio, musical

Pontos Fracos: Temeroso, confia demais nas pessoas, triste, desejo de fugir da realidade, vitimização, martirização

Peixes gosta de: Ficar sozinho, dormir, música, romance, meios visuais, natação, temas espirituais

Peixes não gosta de: Pessoas “sabe-tudo”, ser criticado, o passado voltando para assombrar, crueldade de qualquer tipo

 

Piscianos são muito simpáticos, então eles muitas vezes se encontram na companhia de pessoas muito diferentes. São altruístas, estão sempre dispostos a ajudar os outros, sem esperar receber nada em troca.

Peixes é um signo de água e, dessa forma, este signo do zodíaco é caracterizado por empatia e capacidade emocional expressa.

Seu planeta regente é Netuno, assim Peixes é mais intuitivo que a maioria e tem talento artístico. Netuno está ligado à música, então Peixes revela preferências musicais nos primeiros estágios da vida. Eles são generosos, compassivos e extremamente fiéis e carinhosos.

As pessoas nascidas sob o signo de Peixes têm uma compreensão intuitiva do ciclo da vida e, assim, alcançam a melhor relação emocional com outros seres.

Os nascidos em Peixes são conhecidos por sua sabedoria, mas, sob a influência de Urano, Peixes pode por vezes assumir o papel de mártir, a fim de chamar a atenção. Piscianos nunca criticam e sempre perdoam. Eles também são conhecidos por serem os mais tolerantes de todos os signos do zodíaco.

Amizade e Família em Peixes

 

Gentil e carinhoso, Peixes pode ser o melhor amigo que possa existir. Na verdade, eles muitas vezes colocam as necessidades de seus amigos acima de suas próprias necessidades. Eles são leais, dedicados, compassivos e, sempre que haja algum problema na família ou entre amigos, eles vão fazer o seu melhor para resolvê-lo. Profundamente intuitivo, Peixes pode sentir quando algo está errado, mesmo antes que aconteça. Peixes são expressivos e não hesitam em expressar seus sentimentos para as pessoas ao seu redor. Eles esperam que os outros sejam tão abertos para eles como eles o são. A comunicação com os entes queridos é muito importante para eles

 

PALAVRAS PARA QUÊ?

ESTE É O RETRATO DA MINHA MÃE SEM TIRAR NEM PÔR!!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D